Os estudos da aréa indigena, foram feitos pelo o Antropologo Marcos Trombóne que estudou e elaborou uma documentação, esta que foi enviada e deu continuidade a nossa luta.
A luta pela demarcação vem enfrentando vários problemas, como a discriminação e preconceito principalmente dos oculpantes das terras.
Depois de 5 (cinco) anos, a tribo Kariri-Xocó teve o prazer e alegria de testemunhar a firma que ficou responsável pela demarcação.
Ao iniciarei a demarcação, os trabalhadores encontraraõ dificuldades, pois, alguns porceiros impediu que eles coloca-se o marco nas terras, chegando até ameaça-los.
Depois de ser impedidos, os trabalhadores e o cacique da tribo convocou a Policia Federal.
Ao chegar, a Policia Federal acompanhou os trabalhadores, para que eles continuasse seu trabalho e foi aos porceiros que os impediu, onde alguns negou e falou que não tinha conhecimento do caso ocorrido e que era amigos dos índios.
Agora, estamos esperando o final da dermarcação, para que a outra firma venha analisar quanto os porceiros tem direito, e assim eles desoculpar nossas terras, para termos o que é nosso por direito.

Kawran e Wyrisa (Indios kariri-Xocó)

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here