E o mais perverso disto é que os não índios só aceitam como índios aqueles que tem essas características, e não pensam que podemos nos caracterizar pelo que nós aceitamos como sendo de identidade indígena e não pelas aparências que eles esperam.
Más será que a atitude dos não índios é só um simples preconceito, ou as pessoas só vão nos aceitar como índios se tivermos as características que eles pensam que devemos ter? Isso certamente desqualificaria muitos de nós e não devemos nos esquecer de que nesta questão está envolvida a nossa luta pelos nossos direitos e respeito enquanto povo. Se um índio não tiver as características que as pessoas acham que ele precisa ter para ser reconhecido como índio, ele não vai ser índio? E se ele, mesmo não tendo essas características, se enxerga como índio, pensa ter coisas que nós vermos como de índios e se identificar como índio, será que alguém tem o direito de chegar até agente para dizer “você não é índio, é um mestiço?”. O que muito me espanta é a sociedade que praticamente acabou com nossa cultura, chega nos dizendo “você não é isso que está dizendo que é”.
Nós índios do nordeste perdemos grande parte de nossa cultura por causa do que os brancos chamam de descoberta do Brasil. Quando Pedro Alvares Cabral chegou as nossas terras, o lugar que ele aportou foi onde hoje é Porto Seguro, portanto foram os índios desta região que primeiro tiveram contato. Assim a colonização européia no Brasil se deu primeiramente no litoral e principalmente no nordeste, por isso nós índios desta região sofremos um processo mais longo e mais intenso de contato. Esse contato dizimou a maior parte de nossa população, e fez com que houvesse nascimentos de filhos de índios com não índios, levando a modificação da aparência de nossas populações. Quanto aos nossos costumes e tradições fomos obrigados a os abandonar para seguir o modelo de pensamento dos brancos, era uma escolha muito simples: trabalharíamos nas missões das igrejas e passaríamos a adotar seus costumes, ou corríamos para o mato para nos sujeitar a sermos pegos como escravos ou mortos pela força policial dos conquistadores.
Hoje estamos lutando contra o que nos impuseram de valores para assim resgatar a nossa cultura, que não e melhor nem pior que as demais, más é a nossa.
Nós temos que ser respeitados como índios independentemente de como estejamos nos apresentando. Não nos é mais possível voltar a ser o que éramos antes da conquista em mil e quinhentos, assim como nenhum outro povo o conseguiria. De lá para cá mudamos muito, certo que estamos resgatando nossa cultura, mas dificilmente vamos voltar a adotar todos os costumes e tradições de antes. Alem do mas, todos os povos tem o direito de modificar seus costumes ao longo do tempo, e mesmo passar a fazer uso de costumes de outros povos, assim como muito fizeram os brancos com costumes e técnicas da tradição cultural de nós índios e que hoje se incorporaram na cultura dos brancos.

Olinda Muniz – Pataxó Hãhãhãe

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Olinda
    Ótimo seu texto, parabéns viu…
    Só acho q vc deveria fazer a resalva q nem todos os não índios veem vcs desta forma…vc tem ao seu lado alguém q não é índio e q te ama do jeito q vc é! Por tanto, nem todos os não índios pensam igual.

    Continue escrevendo sempre…está exelente!
    Fique com Tupã!
    Beijos

  2. OI, Olinda
    É uma pena vc generalizar todos os não indios pense um pouquinho que o seu avô é nao índio, o seu pai é não índio e hoje o seu esposo que é uma pessoa maravilhosa e antropologo também é não índio.
    Cuidado com as palavras que sem querer acaba machucando as pessoas que estão ao lado e contribui com vcs.

    Beijos.
    Fique com Tupã.

  3. Peço desculpas pelo modo que me expressei, realmente poderia ter me expressado melhor. Não quero dar as outras pessoas o mesmo tratamento preconceituoso que recebo por ser índia. Esta é uma questão que todos nós índios temos que repensar pois o assunto de comportamento ruim de alguns não índios é sempre tratado de maneira generalizada na Aldeia, como você mesma, Daniela, bem sabe. Mas as pessoas devem tentar entender que nós índios somos muito mal tratados por boa parte das pessoas que entram em contato com a gente e isso faz com que a gente tenha essa reação.
    Agradeço por terem dado atenção ao meu texto e por terem feito criticas que vão me ajudar a me expressar melhor.
    Olinda

  4. cgfgtytruyijlkhiuhygftdffytuyujhjhbghhftdfffffffghhjhiijhikiokhhjgykjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjfffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaffffffffffffffffffffffffffffaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeelllllllllllllllllllllllllllllkkkkkkkkkaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaannnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaafffffffffffffffffffffffffffflllllllllllllllllllllllllllllllllllllaaaaaaaaaaaavvvvvvvvvvvvvvvvvvvvviiiiiiiiiiia

  5. beijosssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss41594320thalissa e isso a i r$100000000000000000000000000000;321054678994455666666550976654221’86884548518815’8’1568918165’5688554558
    5757875778778 e coco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here