mulheres indígenas

Em Maceió-AL foi realizado o VIII Seminário

Participativo sobre a Lei Maria da Penha entre

os dias 20 a 22 de outubro de 2009.

O Seminário contou com a presença de mulheres

indígenas de Alagoas e Bahia.

trabalho em grupo

apresentação

Por se tratar de um tema como esse,

 acreditamos que os participantes seriam apenas

mulheres, mas também estiveram presentes

alguns homens. Podemos destacar a presença

masculina do Advogado Vilmar Guarani, Bezerra

representante da FUNAI-BA e Capitão Potiguara

membro titular da CNPI(Comissão Nacional de

Política Indigenista).

homens1

Eles deram sua contribuição e escutaram atentos

os depoimentos de várias mulheres indígenas

sobre a questão da violência contra a mulher.

Segundo Capitão Potiguara:

“Na CNPI temos 8 sub-comissões entre elas a de

Gênero,infância e juventude da qual faço parte.

Por isso fui convidado para este evento, onde

me surpreendi com os relatos das mulheres

sobre a violência. É um momento onde acredito

que deveriam existir mais homens participando

para que eles vissem o que acontece de verdade.”

Durante o encontro as mulheres debateram sobre

a lei Maria da Penha e a sua aplicação entre os

povos indígenas, a violência sofrida onde vários

depoimentos surgiram e a troca de experiências

foi constante. O Seminário serviu para aproximá-

las  e para que percebessem que apesar de viverem

em povos diferentes, suas realidades são muitas

vezes iguais.

‘Ybotyra e Irembé Potiguara

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here