Lula em seu 1° mandato afirmou que o Brasil possui uma divida histórica com os negros. Na verdade esta divida histórica que o Brasil possui é com os índios, pois quem tem divida com os negros é Portugal, Pois foi este país responsavel por retirar os negros de seu continente e trazê-los ate o Brasil para viver em escravidão.

A escravidão teoricamente fora abolida do Brasil, porém persiste na atualidade, bem como o famoso holocausto nazista praticado na Alemanha. Porém essas atrocidades continuam a ser praticadas no Brasil contra os povos indigenas que sofrem constantemente, diversos tipos de violências, assassinatos e infração de seus direitos.

O Dia da consciência indígena ( essa data foi proposta em lembrança da morte de cacique Aymbere que morreu bravamente resistindo a invasão portuguesa em 1557)

Nesse dia, indígenas de todo o Brasil vão demonstrar o que é consciência indígena, como reavivar a cultura pelo o nordeste ,norte, centro-oeste, sudeste e sul.

Combater o preconceito que ainda é grande no dia a dia, e mostrar aos demais cidadãos que o Índio é aquele ser distante, selvagem, que só anda pelado e mora no mato, impossível de ser socializado, quando sabemos que não é essa a realidade atual.

Há indígenas hoje em dia que moram em cidade e estudam, fazem faculdade e inclusive escolhem profissões que possam ajudar seus povos como advocacia, medicina, enfermagem, antropologia entre outras.

Muitas vezes escolhem de deixar sua terra e permanecer na cidade, pelo o trabalho e pela a luta e resistência que desenvolve, tem que estar mais em meios urbanos .

Dia 20 de janeiro, uma data criada e promovida por indígenas.

Nesse dia indigenas de todas as etnias vão estar unidos para reivindicar por seus direitos, suas lutas, buscando uma direção em meio ao capitalismo tão excluso, no momento em que o pais se encontra em relevantes divergências sociais e raciais, visto que o indio é excluido em todos os programas de igualdade racial, bem como é discriminado ate mesmo pelos agentes da lei, pessoas que deveriam proteger os seus direitos.

A resistência indígena ainda vive. Para onde vamos? O que seremos? Essas podem ser perguntas feitas por indígenas, lideranças, e quem apóia as causas. Sinceramente não é muito fácil de responder. É preferível acreditar que não estamos caminhando para o fim , mas sim para a mudança, revolução interna para externa. A consciência indígena é a visão de nós mesmos, de quem somos, nossas culturas, nosso modo de vida, de viver a vida, como sobrevivemos, avessos ao sistema capitalista que tanto nos oprime, nos obrigando a nós mesmos procurar nossas próprias saídas por meio de nossa autonomia.

Infelizmente não teremos muito que comemorar nesse dia diversas disputas de terras por todo o Brasil aflige nosso povos, alem da pressão dos poderes públicos e econômicos como fazendeiros e usineiros que sempre com o mesmo pretexto do progresso (progresso que verdadeiramente não chega a quem realmente necessita, não somente se tratando de indígenas , mas também de comunidades carentes posseiras de terras), violam as leis fundamentais federais que regem o pais, transformando os direitos humanos em uma mera brincadeira de faz de conta.

Um dos objetivos do Dia da Consciência Indígena e despertar o autoconhecimento dos próprios indígenas e assim, fazer com que nossa representatividade seja exposta para o as demais classes da sociedade.

CONSCIÊNCIA! Quem verdadeiramente somos!

Parentes que tem mais capacidade de mobilização pode convocar etnias para participar .

Nosso 19 de abril é não índio, 20 de janeiro será indígena pela data que tem toda a representação de um marco histórico.

DIA 20 DE JANEIRO, DIA DA CONSCIÊNCIA INDIGENA!

O dia para nos unir-mos e mostrar:

Quem somos?

Onde estamos?

O que representamos?

E pelo o que lutamos?

http://frentedeacaopro-xingu.blogspot.com/
Comentários via Facebook

5 COMENTÁRIOS

  1. Melhor notícia impossível , excelente oportunidade para se repensar a discriminação que os indios sofrem , rever seus direitos , e valorizar sua cultura. Parabéns !!!!

  2. Uma data mais recente seria mais representativa das agressões aos indígenas no Brasil. Há vários exemplos recentes a pesquisar. Serviria para manter na memória os absurdos de violência que continuam a ocorrer, levando a sociedade a refletir. Um evento antigo não tem o impacto que deveria ter para se mudar essa situação.

  3. Muito bom,parabéns,que a memória do grande Cacique Aimberê,seja sempre lembrada e respeitada por todos os parentes indígenas e por outros povos que nos respeitam.

  4. Parabéns, sou descente de índios, e vejo passar na televisão vários casos de agressões, e como Paulo disse, talvez não tenha tanto impacto assim falar sobre isso, deveriamos concentrar também nas agressões, e como eles estão nos tirando dos nossos costumes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here