A mídia influência cada vez mais o dia à dia de nós índios Pankararus.
Essa influência vêm atingindo principalmente os jovens, fazendo com que eles se afastem da sua própria cultura, passando a valorizar e vivênciar outras culturas. Começam a vestir e a falar como não-índios, e como pessoas que são vistas apenas através da TV.
E também por estarem próximos de algumas cidades, a mídia tenta desvalorizar e fazer com que nós índios passemos a renunciar cada dia mais,nossa própria cultura podemos observar claramente esta invasão cultural.
pois grande parte de nossas crianças possuem nomes de não- índios, e com isso podemos nos perguntar!
onde foram parar nossos nomes indígenas?
Toda essa influência tenta fazer com que nós índios deixe nossa cultura de lado, e passe a viver como os não-índios, que um dia invadiram nossas terras e costumes, com o objetivo de tirar proveito da nossa cultura, conhecimento e nossas terras. É preciso que tomemos consciência de tudo o que acontece ao nosso redor, e que possamos entender que somos índios e filhos da terra.
Terra esta, que um dia acolheu nossos ancestrais e que hoje nos acolhe com o mesmo amor, nos dando condições de trabalho, para dela tirarmos nossa sobrevivência. E devemos retribuir esse amor, fortalecendo nossa cultura, resgatando nossas raízes, ensinando aos nossos filhos para que no futuro tenham essa cultura, e orgulho de serem índios Pankararu. E que tragam consigo essa essência guerreira que existe em cada um de nós.
Esse encanto grandioso que envolve e protege nosso povo Pankararu, essa força que nos deixa em sintonia com Deus e com a natureza, que nos torna filhos desta terra querida, herdeiros daqueles que um dia souberam vivenciar, valorizar e prestigiar sua própria cultura.

Sheila Cibeli Pankararu
e-mail:sheilapankararu10@hotmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Sheila.
    É muito importante que agente fique atento a nao cair NO QUE NA MIDIA QUER… A midia geralmente é dos poderosos e difunde as ideias deles… Mas aqui, neste portal esta a midia dos indios… atraves das materias dos indios as pesoas começam a perceber a verdadeira historia… Utilizemos muit este protal para divulgarmos coisas tao importante como as que voce escreveu. Fazamos estas ideias chegarem longe. Parabens! Sebastian@indiosonline.org.br

  2. Visão crítica… esta é a palavra chave!!!
    Sheila, seu texto é ótimo e este tema é muito sério pois somos todos teleguiados, manobrados, dominados pelo poder de poucos que dominam o mundo através da mídia…mídia de uns e mídia de outros… Mídia é uma ferramenta mal utilizada que tem servido para alienar o povo, mas, como bem disse Sebastian aí em cima, exitem espaços, com este, em que podemos mostrar ao mundo, a nossa realidade! É exatamente por este motivo, que os textos desse site não sofrem cortes ou correções. Acreditamos na força das palavras construídas por vcs e não queremos moldar o que dizem para ficar “bonitinho” aos olhos de alguns que nos visitam e se incomodam com alguns erros de português e de digitação! Somos o que somos, independente da visão estreita de alguns! Nosso papél, o papél desse site, é ser um GRITO, carregado de verdade e autenticidade! Aqui td é verdadeiro, sem mascaras ou compromisso de perfeição! Seu texto é um exemplo! Um exemplo de que os jovens podem mudar esse mundo e podem ser força para o respeito e preservação cultural!
    Um grande abraço!
    A Luta Continua…

  3. Parabéns ao trabalho que a Thydewa vem desenvolvendo com o Sebastian Gerlic! Um abraço para o povo Pankararu de Brejo dos Padres, para o Cacique Zé Aldo & família,para o Fernando, para Sr. Zé de Luzia, para o Capitão Antônio Moreno, para o Alexandre (professor de Educação Física e irmão da nossa amiga Sônia), para seu Abílio Pedro dos Santos (Carrapateira)
    para Seu Agenor, para a família Cícero Soares da Cruz, Edna de Barros ( professora Saco dos Barros),Elio (irmão do Dimas),Dna. Elza da Silva Cruz,Dna.Elza Maria Soares da Cruz (Dêda),Eron, Seu Eronides José Andrade
    Fernando,Seu Gustavo Barbosa da Luz (Caxiado), Seu Jaime (tio do Cícero Paulino),Jacielma Barbosa da Luz,Jalmir dos Santos,para Dora filha do Cicero Gatão,Seu
    José da Cruz (Zé da Cocada),Lurdes ( professora Saco dos Barros),Maria Eliane de Sá (Lane),Maria Ivaneide de Sá (Agreste), Seu Manoel de Venança (Manezinho)
    Miguel (igreja,)Neco Barros,Severina Maria da Silva (Tida),Sidney Bezerra Batalha.
    FORTE ABRAÇO!!!!!
    Sérgio (colaborador da ONG Ação Cultural Indígena Pankararu)localizada no Real Parque ,São Paulo-SP

  4. Bom dia a todos!
    Sou Rejane Pankararu,moro em São Paulo e faço parte da ONG Ação Cultural Ind. Pankararu, juntamente com o Dimas eo nosso colaborador e amigo Sérgio Pecci e sou aluna do 4º ano de Direito na PUC.Para quem não me conhece, sou neta de “Cozinha”.
    Gostaria muito de saber, se algum estudante da Aldeia Brejo dos Padres, estará presente no II Encontro de Estudantes Indígenas do Ensino Superior, que acontecerá em Brasília nos próximos dias 04 e 05 de setembro. Eu estarei presente e adoraria encontrar algum de vocês porlá, para trocarmos várias idéias..rss
    Me respondam pelo e-mail: regi_silva@hotmail.com

    Grande abraço e parábens pelo trabalho

  5. Sheila, parabéns pelo texto! Continue assim.
    Quando temos dentro de nossa alma, os ensinamentos tradicionais, os quais vem sendo passados de geração a geração pelos nossos familiares e que sem dúvida muitos de nós também irão passar para os descendentes, esses ensinamentos sobreviverão por mais outras gerações, independente de onde andemos, do que lemos, do que fazemos para sobreviver.
    É inevitável o contato com a mídia não influencie no pensamento das pessoas
    Ela atinge maciçamente todos que tem de alguma forma ligação com ela.
    Como seres humanos, somos dinâmicos e é de nossa natureza aprender, conhecer para buscar a melhor forma de viver. O problema maior é que a grande massa de informação que recebemos da mídia em sua grande maioria vem abarrotada de conhecimento inútil e deturpador. Um dos grandes desafios da humanidade nestes tempos próximos com certeza é filtrar este bombardeamento de informações que chega em nossas casas todos os dias, e delas tirar o que nos é útil. Hoje o acesso as midias informativas estão a um click, pode nos levar a lugares inimagináveis, a produção intelectual e científica sem precedentes, um momento novo e impressionante da história da humanidade.
    Quando temos uma cultura solidificada e uma crença forte dentro de nós, podemos ter a certeza que este maravilhoso mundo novo que em nossa frente se abre, serve não apenas para influenciar nossas vidas, mais, como no meu caso acontece, fortalecer ainda mais minhas raízes históricas e ter orgulho de um mundo diferenciado do qual faço parte, dentre outros mundos que existem por aí e que são diferentes do meu.Saber de onde viemos e onde queremos chegar é saber que as fronteiras deste mundo em que vivemos estão abertas, e que devemos acima de tudo valorizar e zelar da nossa identidade cultural.

    PS.:Sempre tenho acompanhado os textos de vocês que fazem parte do site, e me orgulho e admiro o desenvolvimento que vocês apresentam, tanto na exposição das idéias como dos argumentos. Parabés e tenham aqui um abraço de uma pessoa que admira esse olhar de vocês, a cerca das nossas questões, que também é o meu olhar.

  6. Lindo texto, Sheila. Seus argumentos e visão da mídia estão corretos. É preciso proteger as crianças e adolescentes, seja assisindo a televisão com eles e discutindo o que a mídia passa, seja fortalecendo as crenças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here