“Nós Pataxó Hãhãhãe, retomamos 8 fazendas na Região de Itaju do Colônia e pretendemos resistir até que a justiça tome providências, e devolva definitivamente nossas terras. Já informamos à FUNAI, durante visita feita pelo Procurador Cláudio Henrique, e o Administrador Agnaldo na quinta-feira dia 26 de Janeiro, que vamos derrubar uma Torre das que fornecem eletricidade desde Paulo Afonso para todo o sul do Estado da Bahia. Inclusive a CHESF juntamente com a Polícia Federal e COELBA, estiveram sobrevoando a área.

Nós não queremos prejudicar a sociedade, até porque precisamos do apoio da sociedade, porém esse é o meio que encontramos para pressionar as autoridades competentes a resolver os problemas dos Pataxó Hãhãhãe. Hoje brigamos por 54.105 hectares. Precisamos ocupar nossas terras para dar auto-sustentação à nossa comunidade.

Estamos aqui reunidos em torno de 800 índios, lutando para defender o nosso território. Se a justiça não der uma decisão no prazo que nós demos ao Procurador da FUNAI, que é até a semana que vem, nós vamos colocar fogo na Torre para derrubá-la. Isso como forma de protesto para ver se a Justiça resolve os problemas dos Pataxó Hãhãhãe.

Queremos deixar bem claro para a sociedade brasileira e para aqueles que serão prejudicados pela falta de energia e telefone, que não estamos os ameaçando, mas este é um meio de pressão para que o governo resolva a questão da Nossa Terra, uma forma de reivindicar os nossos direitos. Pedimos à sociedade que nos apóie, que abrace a nossa causa, a nossa luta. Pressionem o Governo para que tome providências e resolva os problemas dos Pataxó Hãhãhãe, pois não suportamos mais. Já são 24 anos de espera pela demarcação de nossas terras e sua desintrusão, o processo no Supremo Tribunal Federal está parado há mais de 23 anos. Outra questão séria, e que merece ser observada, são as Liminares concedidas contra o nosso povo pelo Juiz Paulo Roliday de Ilhéus, que não conhece nossa questão, sem falar no fato de existir documento de registro que comprova que este Território é Tradicional dos Pataxó Hãhãhãe. Isso é uma violência contra o nosso povo. Já perdemos 19 lideranças nestes 24 anos de luta. Estamos constantemente ameaçados por pistoleiros contratados pelos fazendeiros, mas mesmo assim estamos aqui lutando para retomar o que é nosso e por isso estamos dispostos a tudo.

Reafirmamos à sociedade que não é contra ela que estamos, e que se as reivindicações dos Pataxó Hãhãhãe não forem atendidas até a próxima semana, vamos derrubar a Torre o que trará transtornos a todos”.

Luiz Titia Pataxó – Liderança

PROTESTO DE ALTO VOLTAGEM

“Viemos trazer nosso repúdio ao Governo Federal e ao Supremo por não ter julgado ainda a Ação de Nulidade de Título e também a desintrusão de nossas terras.

Vamos colocar fogo na Torre se as autoridades não tomarem alguma providência o mais rápido possível. Estamos prontos para negociar. Se o governo nos garantir que não vai mais haver reintegração de posse que o Juiz de Ilhéus está cedendo e que o Processo de Nulidade de Títulos será julgado, nós garantimos que permanecemos onde estamos, não faremos novas retomadas até que seja decidida a situação definitivamente. Já são 24 anos de espera. Se o Governo não aceitar negociar juntamente com o Supremo e o Juiz de Ilhéus que vem concedendo várias Reintegrações de posse, nós vamos mostrar que estamos unidos, e estamos para o que der e vier. Vamos colocar fogo na Torre.Vinte quatro anos não são 24 dias, ainda mais no Supremo que é a instância superior do Judiciário Brasileiro”.

Akanahuã Pataxó – Cacique

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here