foto fabiotitiá
Correu lagrimas dos meus olhos, quando olhei para uma garça que voava sozinha. Estava eu andando na estrada a encontrei mais adiante parada em um lago, na terra de um fazendeiro vizinho da nossa aldeia. Quando derrepente parei para analisar o por quer? Ela estava sozinha naquele lago de forma triste e solitária. O que me veio primeiro na mente para onde foram os seus filhos e parentes, já que essa espece acostuma andar sempre em grupos. Então surgiu mim uma grande reflexão

Lembro que algum ano atrás, nessa mesma lagoa existia muitas GARÇAS, que vinha em busca de alimentos. Tive a oportunidade que hoje em dia é muito rara. O objetivo delas era manter a espece mais o homem mudou isso, acabando com os planos desses pássaros. Mais essa Garça que vir parecia velha, cansada e triste, a mesma todos os dia acostuma seguir uma mesma rota que passa por dentro da aldeia Caramuru e segue para a fazenda vizinha, que fica próxima da estrada que vai para a cidade de Pau Brasil. Há 06 anos atrás existia um grupo grande, aproximadamente uns 20 pássaros. O que logo mim veio na mente é o sumiço dessas outras Garças para onde foram, acho que é fruto do desmatamento e da grande destruição que vem acontecendo na região. Aqui a cultura do gado é que predomina a região e tem crescido muito ao longo dos tempos. O homem cria um habitate para o gado não dando um espaço para os outros animais sobreviverem. Todos os anos os fazendeiros da região colocam fogo nos pastos, nos resto de matas, e capoeiras. Exterminado sem piedade os animais silvestres que tenta sobreviver em nossa região. Os animais não acham comidas e não têm como se procriar, elas quando está de filhote no ninho o fogo lançado pelos os fazendeiro assassinam os animais.

A forma como esses animais está sendo destruídos me faz lembrar dos meus antepassados. A minha mãe Maura Titiá conta que a índia Bahetá, quando foi raptada no mato pelos os funcionários do SPI (Sistema de Proteção ao Índio), que deixou lá na mata seus filhos e marido, e viveu o resto da sua vida carregando no peito uma tristeza sem fim de saudade de seus familiares. Esse órgão perverso criado pelo o Governo para acabar com o nosso povo, Que negociaram as nossas terras com os arrendatários. Que mais tarde se tornaram fazendeiros. Os portugueses quando chegaram ao Brasil os índios eram 5 milhões. Existem atualmente registrado no censo de 2004, 730 mil índios em todo país o que corresponde menos de 1% comparado com a população do Brasil que é de 183 milhões. Então o que o homem branco (com ecessão) fizeram com nós foi o mesmo que os fazendeiros estão fazendo com as Garças. Exterminando, sei que o país é de índio, quem viveu primeiro nessa terra foram nós, somos os verdadeiros donos dela, mesmo assim, o governo pede uma prova, colocando assim em duvida para a sociedade a nossa Raça, O Governo tem culpa por nós está sofrendo, para julgar um pequeno pedaço de nossas terras que está no Supremo Tribunal Federal desde 1982, já Morreram 19 lideranças, mesmo assim nada tem sido feito por nós, e nenhuns dos assassinos foram para cadeia. Esse é um país de meia dúzia. Quem tem dinheiro é quem da à ordem. Nós índios acreditamos na justiça de Tupã

Fabio Titiá
Baenã Hãhãhãe
Pataxó Hãhãhãe

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Observar a natureza é tirar dela ensinamentos é aprendizado que nós, não índios, recebemos de vcs, índios. Observando a natureza entendemos que o homem não comprometido com a preservação do meio ambiente e de si mesmo, esquece que ela sempre retoma o seu lugar…a Natureza sempre cobra caro as maldades feitas a ela. Observando a natureza vemos o mundo acabando…infelizmente não é só aqui no Brasil que acontece destruição. Isso é fruto de uma linha de manutenção do poder criada pelo homem. O que temos que fazer é nos UNIR no AMOR pela VIDA! E proteger o q ainda resta! SEM UNIÃO NÃO HAVERÁ PRESERVAÇÃO!
    vcs CRÊEM NISSO?
    Abraços…

  2. FT:
    Suas reflexoes sao muito lindas…
    Concordo… Os indios sao como as garças… e nao ha nada mais lindo que ver um grupo de garças voando em liberdade subindo o ceu… Espero ver mais essa imagem… Sei que lutamos juntos por isso!
    Parabens pela tua poesia! Valeu
    Sebas

  3. OLá!
    Achei muito interessante o site dos ìndios online, gostaria de saber como estão vivendo atualmente e como produzem sua arte e cultura.
    Quando vi a garça branca, pensei em o quanto o índio era livre e foi subjugado pelo branco!

  4. OLá!
    Achei muito interessante o site dos ìndios online, gostaria de saber como estão vivendo atualmente e como produzem sua arte e cultura.
    Quando vi a garça branca, pensei em o quanto o índio era livre e foi subjugado pelo branco!

  5. Estou desenvolvendo uma pesquisa sobre a degradação da natureza e pesquisando cheguei nesse texo, levei para a sala de aula, alunos de 10 anos de idade, a emoção tomou conta da classe…realmente um belo texto, uma aula.
    Obrigado.
    Carlos Pasqualin

  6. Estou desenvolvendo uma pesquisa sobre a degradação da natureza e pesquisando cheguei nesse texo, levei para a sala de aula, alunos de 10 anos de idade, a emoção tomou conta da classe…realmente um belo texto, uma aula.
    Obrigado.
    Carlos Pasqualin

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here