Todos nós temos um sonho, individual de cada um ,mas uma nacão tem um só sonho é de poder viver no mundo sem preconceito.
Pois ainda tem alguns brancos que
acham que nós indios não podemos se igualar a eles, mas nós somos abeçoados pelo nosso pai TUPÃ que achou
nós dignos desuas graças e consedeu aos nossos antepassados a benção de viver junto com a natureza que é considerada
a nossa grande mãe que na hora da fome nos deu alimento. Mas também temos que reconhecer mos que que nem todos
brancos pensa que os indios são ignorantes. Eu acho que eles
foram eviados por papai TUPÃ, para nos ajudar ,para que possamos
ver que somos filhos de um só Deus. E que não somos diferentes ,dizem que tem diferença entre raça e cor infelismente
isoo não é verdade nossa esprança é nossa felicidade é saber que pra Deus nós somos todos iguais.

autor:josemar kariri-xocó

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. E isso ai meu parente vejo que vc escrevel a mais pura realidade de nós povos indigenas, um grande abraço e continue assim escrevendo com o coração e a alma de um grande guerreiro.

  2. Apesar de alguns acharem que são superiores a nós
    provamos que isso é uma bobagem.
    A cada dia estamos fazendo melhor.
    Mostrando nossa capacidade.
    O poder de nossos povos.
    juntos somos muito mais fortes
    Abraço parente
    ótima materia!!!

  3. O ser humano, desde o começo de sua história, sempre temeu o que lhe parecia diferente. Até hoje esse comportamento, essa idéia do diferente assusta a maioria e ao invés de aprender com essas diferenças, ao invés de crescer com isso, somar conhecimentos, ele ainda prefere combater e exterminar o que lhe causa medo. Não vê que por trás dessa diferença existe somente o jeito de cada um caminhar. Todos nós, criaturas de Deus, energias que circulam pelo universo, seguimos atrás de uma única coisa: a felicidade. O índio encontrou uma maneira mais limpa e clara de ir em busca disso e desenvolveu sentimentos de unidade, integrando-se de forma linda e respeitosa com as forças da natureza.
    O que existe de terrível no ser humano é o mesmo que o leva a combater seu próprio irmão e julgá-lo inferior por olhar a vida e a viver de forma especial, mas é esse erro que o ser humano carrega que o torna menor, isso sim que o faz pequeno e ignorante, desconhecedor das leis que controlam a vida sobre a terra. No momento em que o homem entender de verdade que todos nós viemos de uma mesma fonte, somos feitos do mesmo barro e do mesmo sopro, o medo perderá sua razão de ser, e cada um vai saber olhar o outro com olhos de amor. Enquanto caminhamos ainda nessa treva de ignorância, rezo a Deus para que meu irmão índio espere por nós com paciência, coragem e alegria no coração.

  4. Oi, Josemar

    Linda sua matéria!

    Não existe ser um ser humano melhor que outro ser humano.
    As diferenças étnicas não fazem do seres humanos melhores ou piores!
    É na união dessa diversidade que cresceremos e tal qual o seu sofrimento, tbm sobrem os sem terra, os sem teto, os nordestinos, os favelados, os negros, os moradores de rua, os analfabetos, as mulheres, os deficientes físicos, os idosos, os deficientes mentais,…Todos e todas oprimidas pelo poder de um sistema que domina o MUNDO e não só o Brasil!

    Sendo assim, é necessário que existem união entre vcs e entre todos os movimentos de libertação existentes no mundo…essa mudança só acontecerá um dia, se lutarmos para isso desde hoje! Não esquecendo que as mudanças são históricas e mesmo lutando muito, o seu bisneto ainda não poderá colher esses frutos…pq leva tempo!

    Sem ilusão mas com garra e união, mudaremos este quadro!

    Um abraço,

    Juliani

  5. Bom dia Josemar,

    suas palavras tem a mim comodo.
    você fala da alma de um povo que tem respeito sobre toda vida e tem habito por repartir, até as bêncaos de Deus.
    eu sou europeia. eu tenho vergonha por os ‘feitos’ que meus antepassados fizeram. eu tenho consciêcia que faco parte de uma ‘sociedade’ que faz mal a seus povos até hoje.
    com isso nos fazem mal tambem a nós.
    Nos temos isolados pe nos de outros povos do mundo.
    Nos nao podemos ficar felizes. A culpa fica como uma pedra sobre nos.
    Quero aprender: que posso fazer, para a pedra dissolvar e transformar-se em areia que transforme em solo, sobre que nos andamos todos juntos.
    Isso e meu sonho.

    Patricia

    Guten Tag Josemar,

    mich bewegen deine Worte.
    du sprichst aus der seele eines volkes, das respekt hat vor allem leben und gewohnt ist zu teilen, auch den segen von gott.
    ich bin europäerin. ich schäme mich für die ‘taten’ meiner verwandten und vorfahren. ich bin teil einer gesellschaft die euch viel leid zugefügt hat und bis heute schadet diese ‘gesellschaft’ euren völkern sehr schlimm.
    durch diese ‘taten’ haben wir auch uns selbst geschadet.
    wir haben uns von anderen völkern isoliert.
    wir können nicht mehr glücklich sein. die schuld liegt wie stein auf unseren seelen.
    ich möchte gern wissen, was ich tun kann, damit dieser stein zu sand wird und dieser sand zu erde auf der wir alle gemeinsam gehen.
    das ist mein traum.

    Patricia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here