Bom gente na minha aldeia esta acontecedo uma coisa muita chata, o posto onde o chefe trabalha não fica aqui dentro fica na cidade vizinha, quando temos algum problema tem que e lá resolve,sempre tem pessoas que não gostam de gente e ficam alegres em saberque está acontecendo isso em nossa comunidade, o pior quando chega comissão, todos os indios tem que caminhar muito pra buscar o seu alimento, passa horas esperando, sem falar que é muito indio, a rua fica cheia de gente, e os moradores acham ruim por ter muito gente em sua porta.
A sim tem um porto dentro da aldeia, mais foi invadido por indios que não tem casa, mas eles só invadiram quando supostamenteo posto foi tranferido para a cidade,não só eu como muitos indios gostariam que fosse como antes todos os problemas resolvidosaqui dentro, que pudessimos contar com o chefe moralmente e fisicamente.

autora:Gilvânia Santos Pires
(wyrayany : kariri-xocó)

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Wyrayane, não posso opinar com muita propriedade porque não conheço a sistemática de funcionamento da chefia e dos postos. Entendo que primeiramente para ser chefe é preciso ser índio e se não o for que, pelo menos, tenha compromisso com a causa dos povos indígenas. Como é escolhido esse chefe? pelos índios? O atendimento de suas demandas na aldeia facilitaria muito a vida de todos vocês. O seu artgo não deveria se chamar “Tristeza” mas sim “Indignação”. Vai ficar triste, e daí? É preciso ter indignação e agir dentro do respeito e da paz. Buscar um entendimento honesto e de harmonia para se poder ter uma solução que agrade a todos. Persistência, paciência e esperança são fatores que muito ajudam a solucionar os problemas. Um diálogo franco e de respeito haverá de encontrar um solução. Escreva sempre. Você escreve muito bem.

  2. Gilvania:
    Esse problema que contas é grave.
    Desde quando esta assim?
    Quais as providencias que a comunidade tomou?
    Poderiar colocar fotos sobre isso?

    Angelo:
    O chefe a que ele se refire é o chefe da FUNAI..nao precisa ser indio nao……só precisaria ser descente, honesto, trabalhador…. Pode ser indigena ou nao…. Tem que trabalhar em beneficio de toda a comunidade e nao de uma parte…. do beneficio proprio…..
    EXISTE NO BRASIL uma grande crise de Chefe de Posto, Administradores e demais cargos publicos no Brasil….Sobre Senadores e tal..a gente se cansa de ver na TV..NAs aldeias eu diria que a coisa é pior.. porque ainda nao ha nem “CPI nem jornalismo” que fiscalize o trabalho pelas areas indigenas…Nelas ha pouca informação, pouca instrução, pouco acesso…. e a as Gestões Publicas tem facilidade para trabalhar a seu criterio sem um sistema serio de fiscalização…

  3. Imagino como deve ser difícil. Com a imprensa de olho, promotores, etc, a coisa é feia, aí então deves er bem pior. Mas é preciso insistir e denunciar. Se exista repressão demais aí é preciso recorrer à sociedade brasileira como um todo e quem puder ajudar a resolver os problemas. Contem comigo e outras pessoas mais.

  4. Os interesses sempre existiram e sempre existirão. Primeiro deve prevalecer o interese coletivo, o bem comum. Depois pode vir o interesse de grupos ou setores, os chamados corporativos. Por último, os individuais ou pessoais. Subverter essa ordem é agir sem democracia, é desrespeitar a ética e os princípios básicos de uma convivência harmoniosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here