As diferenças, mais do que dados da natureza são costumes sociais, culturais e políticos. Aprendemos, desde crianças, a olhar a diversidade humana, ou seja, as nossas semelhanças e dessemelhanças, a partir das particularidades, diferentes formas de corpo, diferentes tipos de cabelo, formato dos olhos e diferentes formas lingüísticas. Com tudo, como estamos imersos em relação de poder, dominação política e cultural, nem sempre percebemos que aprendemos a ver as diferenças e as semelhanças de forma hierarquizada, perfeições e belezas, superioridade e inferioridade, isso nos conjuga e nos da mais forças para lutar pelos nossos direitos, isso nos da a esperança de que um dia teremos uma igualdade social e econômica, não só paras os povos indígenas, também para os negros e Sem terras, sem restrição de que um tenha a cor da pele branca e o outro seja negro. Vamos lutar para construirmos um futuro diferente do que o que vemos neste presente, que com fé em nosso pai tupã amanhã será um passado esquecido .

Puhuy- deyvidpuhuy@hotmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

41 COMENTÁRIOS

  1. OII!!! estava dando uma passada no site e quero dizer que pode contar comigo!!! vamos lutar junto!!!! do o maior apoio!!
    abracos!!!

  2. Oi, Dayvid
    Gostei muito de seu texto!
    Vc fala dos padrões de beleza hierarquizados…pois é…Estes padrões são impostos por um sistema. São ditados por uma ordem que não nos deixa pensar e quando vemos já estamos fazendo nossas escolhas dentro do padrão que este sistema quer. O que é ser belo? Será que o que é bonito só está presente em um tipo humano? esses seus questionamentos e afirmações fazem parte da discusão de vários grupos dos movimentos populares e percebi que vc os conhece bem.
    Parabéns pela matéria e eu desde já sugiro a vc que faça conosco um chat com este tema!
    O que vc acha?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here