Os fazendeiros que ocupam a maior parte de nossa terra, utilizam delas de forma erronia, fazendo um mal a todas as espace que nela vivem, valorizando apenas gado. Agora que recuperamos uma parte de nossa terra, estamos muito felizes, mesmo sendo ameaçados por pistoleiros do fazendeiro Jaime do “amor” ( que de amor não tem nada). Para se ter idéia até os pássaros está feliz com a nossa presença, afinal eles sabem que com a presença de nós índios na terra a história é outra.

Pela primeira vez na história da comunidade Pataxó Hãhãhãe, a policia Federal expulsam os pistoleiros da terra e coloca os índios, no dia 15 de Janeiro de 2009 colocando os verdadeiros donos em seu território. O local que a família Baenã Ocupa é uma pastaria onde o fazendeiro criava seu gado. Já limpamos um pedaço de terra para plantar batata-doce, mandioca, feijão… A terra é ótima para planta. Já construímos uma barraca coberta de plástico e palha de coco dendê.

O local que estamos ocupando, é muito importante para nós índios, nesta mesma propriedade existia a casa do SPI (sistema de Proteção ao Índio), existia avenidas de casa onde os índios ainda primitivos eram tragam para esse local de nome Rancho Queimado. Para provar que esse local realmente nos pertence, por coincidência eu fui cavar a beirada da barraca para evitar que água da chuva entrasse na barraca, foi quando encontrei cacos de cerâmicas antigos, cavei mais um pouco e foi aparecendo ainda mais, então parei de cavar. Mais pareciam cacos de um pote, conseguimos encontrar a borda do pote, tenho certeza que foi confeccionado com as pontas dos dedos, utilizando a ponta da unha. Foi maravilhosa a surpresa. Ver restos de material confeccionados pelos os meus antepassados

Até o dia de hoje, recebemos vários recados dizendo que o pistoleiro dos fazendeiros Jaime do Amor vai invadir a área ocupada por nós índios, ou seja, que a justiça no reintegrou e nos expulsar através de tiros. Nós índios estamos decididos, não vamos deixar a nossa terra, vamos lutar sempre. E seja o que Deus quiser.

A área esta ocupada por crianças, idosos, índios que tem a esperanças em nesse pedaço de terra poder viver feliz. Fortalecendo a sua cultura e prevalecendo as profecias dos anciões que já tombaram: “Essa terra voltará para a posse dos Pataxó Hãhãhãe, eu não vou alcançar, mais vocês jovens vão.”

Esse texto foi escrito por
Fabio Titiá Baenã – Pataxó Hãhãhãe
Data 03 de Fevereiro de 2009.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns Fabio Titiá !!1 A União faz a força , tenho certeza esta terra se transformará nas mãos de vcs , e como vc mesmo diz: Até a natureza irá comemorar !!!! Com certeza seus antepassados estão comemmorando com vcs , de onde estiverem !!! Muita Paz e Força !!!!

  2. Maravilha meu parente, só quero dizer que a felicidade dos meu parentes Pataxó Hãhãhãe tambem é a dos Pankararu, pois estamos muito felizes por essa conquista de vcs… Pois nós indigenas temos os nossos territorios, não só como espaço de sustentabilidade mas como um espaço tradicional e espiritual, e por isso que a terra é tudo pra nós..
    Então Parabens meus parentes por mais essa conquista…
    Alex Pankararu

  3. Fabio

    estou arrepiado das BOAS noticias!!!

    1) vc voltar a publicar neste portal…..teus textos sempre são para mim muito cheios de luz e amor…. são ensinamentos…..teo olhar do peito…tua sintonia com a natureza…tua graça para com o Planeta..Tua exemplar Humanidade!!! Gracias escreve sempre!!!!

    2) parabens a todos pela LUTA e pelas VITORIAS!!!!

    To junto por TERRA para quem merece..para quem precisa….e contra as injustiças!!!!
    sebas

  4. Isso mesmo Fabio os nossos antepassado viveu no rancho queimado e eu estou muito feliz por saber que vc encotrou algum que perteceu a eles,eu sei como é dificil ter que fica em uma retomada mais sei que essa lutar um dia vai ter fim, mais a vitória vai ser nossa pois a terra é nossa .Parentes forças pois precisamos nos unir para que essa luta acabei.temos que nois unir parentes ai vamos fica mais fortes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here