Todos os dias se repetem as mesmas atrocidades que aconteceram nos anos da invasão, são índios mortos, atropelados, ameaçados e expulsos de suas terras como por exemplo os nossos irmãos kaiowás no estado do Mato Grosso do Sul que vêm sofrendo vários atentados… As vezes fico pensando que voltamos a ser escravos, não de um só  “senhor”, mas de uma sociedade que aprisiona direitos e cala os gritos de socorro.

Esta bem claro na Constituição Federal, no Artigo 231. ” São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam, COMPETINDO À UNIÃO DEMARCÁ-LAS, PROTEGER E FAZER RESPEITAR TODOS OS SEUS BENS”. Mas onde é que isso se cumpre? Onde é que a União está fazendo seu papel?

No Brasil, bem mais que a lei, existem os políticos que as regem e controlam, ou até mesmo as ocultam; alguns políticos, “coronéis” e fazendeiros do Estado de Alagoas simplesmente interferem nos direitos dos cidadãos e dos povos tradicionais que nele vivem, impedindo que a Justiça seja feita conforme a lei. São anos e anos de luta pela demarcação das terras indígenas, bem antes quando ainda era capitania de Pernambuco, Alagoas já era palco de muito massacre e muito sangue de índio derramado. Foi com muita garra que lutaram durante séculos, muitos índios morreram guerreando, lutando pelo reconhecimento dos seus direitos.

A maior parte de elite alagoana são fazendeiros posseiros  e donos de canaviais, são estes também que tem total autoridade política no estado, parece mesmo uma monarquia moderna no Brasil; o pai passando para o filho, e assim por diante; eles terão sempre seus cargos políticos garantidos. Então de que adianta ter lei num estado em que ela não se cumpre, ou não a cumprem. A cada dia se torna mais difícil conviver numa sociedade preconceituosa, individualista e inconsequente.

Não se sabe até quando os povos indígenas vão lutar por seus direitos, nem até quando TERRA vai ser um assunto de conflitos. Mas é certo que o desejo de vencer sempre estará vivo em cada ser que em suas veias correm sangue de índio, índio alagoano, nordestino, filho da nação.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
Olá, sou índia xucuru Kariri da cidade de Palmeira dos Índios do estado de Alagoas; sou estudante do curso de letras na Universidade Estadual de Alagoas-UNEAL e do curso de Pedagogia da Universidade Aberta do Brasil-UAB-UFAL.

2 COMENTÁRIOS

  1. Lucy:
    A coisa é triste, mas não pare de gritar e de lutar pelos direitos de seu povo, pela verdade e pela justiça!!!
    Abraço,

    Encontrei informações muito triste de vossa realidade Xucuru-Kariri:

    “Sabemos que o Ministério da Justiça acatou os pedidos dos senadores Fernando Collor e Renan Calheiros; do deputado federal Renan Filho e do estadual Edval Gaia, além do prefeito de Palmeira dos Índios, James Ribeiro, sendo que esses dois últimos são posseiros e invasores da terra indígena. Falta de dinheiro não é o motivo”, disse um indígena, que aqui não identificamos por razões de segurança.
    Fonte: http://www.brasildefato.com.br/node/23880

  2. Muito obrigada Sebastian pelo apoio, mas infelizmente são eles que mandam, a minha terra é ainda é dos “coronéis”!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here