Somos uma nação resistente ao massacre do homem branco, sou descendente de um povo que foi e esta sendo amargamente torturado pelo esse poder que oprime os mais fracos. Depois de muitas destruições com a nação indigena, quantas etnias foram extintas, vítimas da violência e do extermínio. Quantas lideranças indígenas foram tiradas a vida de forma desumana e covarde, por defender o seu povo. Quantas famílias indígenas se acabaram tentando fugir do perigo…Alem de tudo isso, ainda hoje o pouco de indigena que ainda restam estão sofrendo o massacre do próprio governo. Não temos uma saúde de boa qualidade, muitas crianças e idosos estão morrendo por falta de uma atenção básica de saúde. Existe a lei 9.836/99, que garante para o índio uma saúde diferenciada que atendam as necessidades das comunidades indígenas e isso não acontece, pois a lei só existe no papel. A cada dia que passa a nossa situação fica pior, e não estamos vendo a preocupação do governo em resolver este descaso. O órgão que se diz ser o tutor do índio (FUNAI), serve apenas para criar intrigas nas comunidades indígenas e não resolve a demarcação de nossas terras. É um órgão que não existe um a fiscalização dos recursos que vem para se trabalhar com os índios, despertando assim uma disputa acirrada de candidatos interessados a assumir a administração da FUNAI.

O que mim deixa triste é que o governo tem conhecimento e nada faz.

Fabio Titiá,índio Pataxó Hãhãhãe

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here