E é nela que os nossos espiritos encontram consolo. O indio sem a natureza é um peixe fora dàgua. Não consegue respira direito. A natureza trás alegria, tranquilidade e paz interior.
Quantos de nosso povo, estão passando por momentos de dificuldades neste momentos. Mas somo decendente de um povo que não veio a existir por acaso,temos uma missão através da inocencia de nossos antepassado. Se tornarão Alvo fácil da ambição do homem Branco. Chegou até ser refem dessa violência perveça.
Lembra?
“Há que tempo bom!quando nós andavam descalso, quando fazia bonecos de barros, quando saboriava aquele café pilado no pilão, quando não se preucupava com o tempo, quando não existia essa tal de gripe, quando comia passarinho assado na brasa de fogão alenha, quando não existia esse tal de cochão, quando varria a chão de dentro de casa com um mato chamado vassorianha.”Tempo que dá saudade, tempo que não volta mais, tempo que existiu.
Essas palavras é para nós buscarmos a nossa liberdade, o direito de ser livre sem ser refem do que chamam de moda, de modernidade. vamos meditar que os tempos estão cada vez mais diferente, os climas mudaram, as estações do ano mudaram, as pessoas estão mudando, muitos estão se tornado egoista. E nós vamos resgatar o que os nosso antepassado deixou para nós? Vamos lutar para té-la a nossa terra de volta com respeito a nossa naturaza. sem ter preças.Mas com o objetivo das mudanças ser para melhor e nós vamos contribuir para isso. Não é se tornar ignorante, mais sim deixar um mundo melhor para as futuras gerações.

Tupã proteja a todos! e Que deixa crescer essa árvore linda dentro do seu peito, no sentido de ajudar a nossa mãe natureza.
Paz e Luz de Tupã a todos.

Fabio Titiar

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here