Sabemos a importância de sermos indígenas, pois fomos os primeiro habitantes deste território. Até que chegaram os portugueses fazendo o massacre dos nossos povos, tirando o sossego e as belezas naturais e culturais, e tentando escravizá-nos. Mas somos um povo resistente, um povo que não tem medo de lutar pelos seus direitos.

Mas o que é realmente ser índio?

Devido todo esse tempo com essas misturas de povos, já não somos mais aqueles primitivos que viviam direto com a natureza. A maioria dos índios de hoje já não mais aquelas características, onde alguém possa identificá-los pela mesma, por causa de todos esses acontecimentos durante 5006 anos, a discriminação é muito grande com os povos indígenas, por não ter pele morena ou cabelos lisos e pretos. Mas é justamente isso que queremos mostrar para a sociedade, que devemos ter peles de diversas cores, cabelos lisos, duro cacheado ou até mesmo olhos de qualquer que seja a cor, isso já não importa, pois temos os nossos sangues indígenas correndo nas nossas veias.
Cabe nos indígenas nos conscientizar, mostrando para a sociedade que somos todos iguais, apenas temos uma cultura diferente. Não podemos deixar de sermos o que somos, indígenas que tem uma cultura para ser divulgada, não permitindo que ela morra.
Não adianta termos uma cultura e não praticarmos, a cultura faz parte de nossas vidas, e devemos te-la e preserva-la, pois esse é o fortalecimento das nossas comunidades. Não devemos ter vergonha de mostrar a nossa tradição, e é exatamente isso que esta acontecendo em algumas comunidades, índios que dizem ser índios, mas não exerce a sua cultura, jamais devemos ter vergonha de colocar um cocar, uma tanga, uma pintura significativa, e é essa conscientização que devemos passar para os nossos parentes que não exerce a sua própria cultura.
O índio sem cultura não é índio, pois é através da cultura, da natureza, da sua comunidade, do nosso Pai Tupã que conseguimos buscar as nossas forças espirituais.
Isso é ser realmente índio.

Itohã Pataxó

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Lindo, Itohã…!!!
    Ha 506 anos iniciaram o massacre de sua cultura e com ela, massacram até hoje o Sagrado para vcs, que é a Terra, a natureza e vcs mesmos, corpos…, seres humanos! Quando se quer dizimar um povo, mata-se o que é Sagrado para este povo e é exatamente isto que o poder dominante no mundo quer e faz o tempo inteiro!!! Assim como este poder, hoje, não massacra só os povos nativos e sim todos os povos do mundo, que sofrem com exclusão social. (só uma minoria se mantem distante dessa realidade, o que não deixa de ser tbm uma forma de morrer em vida, pois não ha nada pior que viver distante da realidade, cego e alienado!)
    Ter consciência de que somos todos índios, de que vivemos os mesmo problemas é a grande chave para o início da transformação social. Se me vejo como vc preciso me unir a vc para LUTAR JUNTO!
    DESALIENAÇÃO (consciência), UNIÃO (força), POLITIZAÇÃO (realidade), FÉ (espiritualidade)

    “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come mas se UNIR, o bicho foge.”

    Que Deus te ilumine, meu amigo!
    Continue crescendo na luta!
    Estou com vcs!

    A LUTA CONTINUA…
    Juliani

  2. gostei muito da sua materia parente principalmente na hora que você fala que não importa a aparencia e sim o sangue que corre em nossas veias os nossos troncos.é isso ai parente continue pensando asim!
    valeuuu!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here