Temos uma cultura muito diversificada mais cheia de valores culturais que os conservamos junto com nossos conhecimentos e sabedoria.

Temos muitas sementes como a mucunã, imburana de cheiro, licuri, meirú, angico, jatobá e etc.

Á mucunã para nós pankararu tem um certo valor, pois a usamos para cura de feridas em animais, para nos protegemos de invejas e é usada também como simpatias contra câimbras nas penas e outros lugares do corpo, e em torno de 100 anos atrás foi utilizada com fonte de alimento, de acordo com alguns preparos tradicionais, pois a mesma é venenosa.
A imburana de cheiro, usamos ela, para fumar e fazer limpezas espirituais em nossos rituais sagrados, e usamos também em nossa medicina para cura de algumas doenças como: sinusite, gripe, dor de barriga e outra mais.

O licurizeiro no meu ponto de vista para o pankararu, tem maior valor, pois é de seu fruto (licuri) que vem a matéria prima para fazer o beiju, e de seu caule se tira o bró, que fonte de alimentação, óleo para temperar nossas comidas e usar no cabelo. É também do licurizeiro que tiramos a matéria prima para nossos artesanatos como: vassoura, bolsas, chapeis, tapetes, arupembas (espécie de peneira), esteiras e até mesmo a roupa dos nossos encantados leva um pouco da matéria prima. E quando ele esta novinho cheio de água, essa água serve com um colírio para prevenir e ameniza a catarata.
O meirú é muito utilizado para fazermos artesanatos e por nos nossos maracás que são peças sagradas para nosso povo e acho que para todos os povos indígenas. O angico usa a semente e a casca para fazer veneno (ou seja, defensivo contra pragas) como se us a casaca como corantes naturais no tigimento de couro e fibras. O jatobá é usado como matéria prima para nossos artesanatos e sua resina para fumar e fazer limpezas espirituais em rituais sagrados.

O Cansanção: É uma planta muito importante em nossa tradição, ela é utilizada para retirar ou afastar o mau. Sua raiz é utilizada em beberagens para gripe e suas folha como anti-toxicante.

O Pião brabo: Esta planta é utilizada para cicatrização e seu leite combate picadas de cobras. Sua semente afasta mal olhado.

A Quixabeira: Esta árvore é forte e resistente e tem longa vida, quem a planta em seu terreiro também tem herda essas propriedades.
Suas propriedades medicinais: são antiinflamatórios e ajuda a controlar a pressão arterial.

O velande: alem de ser ultilizado como ante-intócxocante é ultilizado nas praticas de cura pelas curandeiras, tanto as folhas quanto seu seiva, é tambem cicatrizante de ferimentos.
Temos sementes muito importantes em nossa tribo com diversos valores para nós pankararu, fazemos doação de um semente muito importante para nosso povo,

não só da semente, mais de um pouco do conhecimento e valores simbólicos e sagrados do povo pankararu.

Noberto (cõanpank)
coan@indiosonline.org.br
Sandra Monteiro (sandrapank)
Sandra_monteiropank@yahoo.com.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns, colégas, as pessoas precisam mesmo saber sobre a importância das nossas sementes, e dar mais valor a elas!!!!!

  2. olha colega gostei muito de saber que todas essa planta serve para tantas coisa e principalmente para nossa cura que o mas importante.é muito bom saber parabén a sua materia esta dez.e continuem fazendo materias assim importante.

  3. Parabéns Sandra e Norberto, assisti hoje no Globo Rural sobre o Licuri e fui a Internet pesquisar sobre esta palmeira, li o seu artigo e pude fazer grande proveito.
    Estou pesquisando plantas importantes do nosso país e também tentando desenvolve-las na minha região, pois pretendo criar um bosque de cada região para que as escolas possam mostrar aos seus alunos estudos de cada planta e a sua potencialidade.

    Eu gostaria produzir mudas de Licuri, como faço para conseguir sementes( + ou – ) 1 kg

    Atenciosamente

    Gunther Boss

  4. Olá meninos Noberto e Sandra, tudo bem? Gostei muito da exposição de sementes. Já conhecia alguns o Velande, Pião Brabo, Licuri, Angico, Jatobá, Angico e o Jatobá. Já convidei vcs para participarem do site Lobo do Cerrado, como meus amigos e mostrarem o que o nosso povo indigena(alagoanos)sabem e podem ensinar. Meus parabéns, tá?

  5. Na verdade não é um comentario queria saber mais sobre essa semente principalmente valor medicinal quero sabe pra serve.

  6. Olá Sandra e Norberto Pankararu !
    Parabéns pelo trabalho realizado,algumas das sementes eu já conheço,porém, gostei porque não se encontram trabalho desse tipo que valoriza as plantas de nossa terra,e de uma forma simples.São poucas as pessoas da cidade que conhecem ou dão valor à essas sabedorias,eu como Tubakwaassu aprendo com os antigos da tradição que a semente é a origem de um vegetal e que dentro dela está reunida a sabedoria da mais antiga de sua espécie,sabedoria essa que também nos ensina que “tudo inicia do pequeno para o grande e de dentro para fora”,palavras de Amuyá Ramy Shanaytá.Deixo o endereço de nosso site caso queira entrar em contato conosco: http://www.kvt.org.br

    Porã Ete

  7. Olha por acompanhei no interior da Bahia o pessoal, fazer um lavapes da folha de cansanção + folha de Malva Branca para curar erisipela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here