O nome da retomada não poderia ser mais propício,visto que a terra é nossa e queremos vê-la livre dos invasores…
Desde o dia 18/03/07 os POTIGUARA de Monte-mór estão retomando parte da Fazenda Rafaela(pertencente a USINA MIRIRI) área essa que se encontra dentro do território Potiguara.Já houveram vários estudos que identificaram esta área como pertencente aos Potiguara mas mesmo assim ela ainda não foi demarcada.A luta pela demarcação da TI de Monte-mór já é bem antiga e a decisão de ocupar esta área surgiu como forma de pressionar o governo a demarcar e assim reconhecer a terra legalmente como pertencente aos Potiguara.Essa luta é travada dia após dia tanto contra os usineiros quanto contra não índios que moram na Vila de Monte-mór e não concordam com a ação realizada pelos Potiguara.Mas isso não desanima,no acanpamento algumas casas já foram erguidas e outras estão sendo construídas e para melhorar as condições de vida das pessoas que estão morando lá também foi improvisada água e energia.Cerca de 150 Potiguara estão ocupando a área trabalhando na abertura dos roçados e na construção das casas.Na casa de apoio,uma das primeiras a serem erguidas,mulheres se revezam para cozinhar para os trabalhadores e trabalhadoaras, já que muitas mulheres também estão trabalhando nos roçados.O acampamento está recebendo muito apoio tanto das outras aldeias e parte da população local como também apoio de entidades indígenas e indigenistas que vem a somar forças com o nosso povo.È uma verdadeira TEIA DE SOLIDARIEDADE onde sabemos que apesar das dificuldades alcançaremos a vitória.Essa luta só vaio ter fim quando o governo tomar uma decisão a favor do nosso povo.

Enquanto isso,A LUTA CONTINUA…

Jaqueline Potiguara-linepotiguara@hotmail.com
Capitão Potiguara-capitaopotiguara@yahoo.com.brdfada

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. oi amiga muito bem a sua esta dez é isso ai a gente tem que fazer isso mesmo continue lutando pelo os seus direito. por que eu de dou a maior força para continua.

  2. muito boa mesmo Jaqueline, é uma prazer quando o professor ver seus discípulos, fazerem o mesmo que ele, com:perfeição e dedicação no que faz e vejo tudo isso em vc.

    fiz uma pequena correção só, que vc esqueceu. faltou vc clicar em: (auto link e auto p), na caixa (renderizar texto), no canto inferior direito.

    parabéns!!!!abraços do seu professor…

  3. É isso ai parente a nossa luta é demorada e sofrida mas é assim que alcançaremos a vitória.
    Grande Abraço a todos!!!!!!!

  4. Parabéns!!!

    jaqueline pela matéria continui divulgando a notica do seu povo.

    Pois o mundo quer saber muito da noticia do seu povo como nós também.

    uma abraço:

    yonana

  5. jaqueline parabens sua materia esta otima, olha espero que os indios portiguara nunca desita de recupera suas terras e que eles nunca esquesa que a união fais a forsa e que todos unidos com sertezar vão comsequir regupera suas terras e realizar seos objetivos.

  6. Que Deus te abençoe pelas palavras de sua matéria. Creio que a nossa vitória se aproxima a cada dia, e contando com pessoas de seu quilate com certeza hamos de v encer com muito mais firmeza e rapidez. Continua assim. Mais uma vez DEUS TI ABENÇOE.

  7. Caros Companheiros,
    O genocídio comporta também o deslocamento e expulsão de comunidades das áreas tradicionalmente ocupadas por elas. Um título cartorial, inventado por brancos,validando quinhentos anos de extermínio dos indíos e de seu modo de vida. Isto parece-me injusto e contrário aos direitos inerentes às comunidades tradicionais, este sim, consagrado constitucionalmente. É inconcebível que uma Demarcação tão bem comprovada e necessária não seja prioridade dos órgãos políticos envolvidos e abra-se espaço para um conflito sangrento, ao invés da solução pacífica indicada pelo respeito ao ordenamento jurídico vigente, que declara o direito dos índios de ocuparem e habitarem as terras que lhes pertencem por tradição. Resta aos amigos Potiguaras apenas o caminho da resistência à opressão e esperamos que, desta vez, eles vençam, do contrário, as futuras gerações de paraibanos deverão envergonhar-se do que hoje estamos fazendo contra os índios: determinando o extermínio de uma comunidade e assistindo a tudo isso de maneira impassível, ou pior, legitimando a fraude cartorial criada por capitalistas brancos que humilham e destróem comunidades de pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here