A religião Pankararu é passada, de pais para filhos, o povo Pankararu segue, com muita fé seus costumes. Tendo em suas culturas e tradições, fontes de sabedorias, e vida, pois o povo Pankararu, ainda usa como tratamento de cura, de suas doenças, ervas medicinais, e também são curados, em rituais, pelos praiás, que representa toda força encantada Pankararu, e concentra muita fé em seu deus pai Santsé. Os Pankararu eram considerados incapazes, achavam que os Pankararu tinham a mente de uma criança de 7 anos, mas nem uma criança de 7 anos tem mente fechada.
Antigamente os Pankararu foram rebaixados, ficavam reprimidas de ensinar seu idioma hoje muito coisas está perdida. Antigamente o Pankararu era mais tolo, acreditava em tudo, que as autoridades diziam.
Eram chamados de feiticeiros, de macumbeiros. De comedores de lagartas de bichos, de coisas pobres. Não tinha a sua cultura respeitada, e quando uma índia da aldeia Tapera adoeceu, foi quando pessoas ligadas ao SPI – Serviço de Proteção ao Índio, que foi um órgão, antecessor a FUNAI. Não deixaram que ela se tratasse, nos métodos Pankararu, e levaram a índia para o hospital, na cidade de Tacaratu, foi quando a mesma índia quase morreu.
Se não fosse a interferência, de curandeiros Pankararu, que foram até o hospital, e pediram aos médicos que estavam tratando da índia doente, para deixar levar ela para ser tratada, em seu povo, a índia tinha morrido.
Por esse e outros casos idênticos, que hoje a religião, a cultura e a força Pankararu, continuam viva dentro de todos Pankararu. E por isso Pankararu, é um povo respeitado, de um ideal próprio, para que sua religião e seus costumes vivam para sempre.

Edivaneide Maria dos santos.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. As práticas de cura pankararu são bastante utilizadas na aldeia e devem ser respeitadas pelos profissionais de saúde de fora da aldeia.
    Nestas práticas está a cultura que faz sermos quem realmente somos, como povo diferenciado e nos dá uma visão particular do mundo e dos acontecimentos da natureza, ao nosso redor, assim como do quadro saúde/doença.Tais práticas sao fundamentais no processo de cura das doenças devem sempre ser levadas em consideração.
    Como estudante de medicina este é um ponto fundamental que devo considerar, não só por ser pankararu, mas pela fe e pelo respeito a uma tradição que vem de tempos imemoriais. Com certeza vou passar também para meu filhos nossos costumes e tradições, assim como meu pai fez comigo, fazendo ser o que hoje sou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here