Pais devem tentar aprender informática com filhos e estes, evitar revelar dados pessoais

Rio – A tecnologia ajuda, mas não substitui a atenção dos pais. O diálogo entre pais e filhos é indispensável, ensina Tiago Tavares, presidente da SaferNet Brasil,ONG que recebe denúncias de abusos e crimes na Internet, como pedofilia. Segundo Tiago, os pais que não sabem mexer no computador devem tentar aprender com os filhos e assim observar seus hábitos.

Algumas regras simples ajudam a evitar o assédio de estranhos: nunca dar endereço de casa ou da escola; evitar marcar encontros por meios que podem ser vistos por qualquer um, como recados do Orkut e blogs; evitar o contato e jamais adicionar estranhos no MSN ou no Orkut; não publicar fotos que exponham características físicas (como em trajes de banho, por exemplo) ou sinais de riqueza.

As maiores preocupações da SaferNet Brasil são com relação a Orkut, MSN e salas de bate-papo de portais. A política de prevenção do Google e da Microsoft é de publicar dicas de conduta na Internet .

A Microsoft tem o site Navegue Protegido (www.navegueprotegido.com.br). O Orkut, que em tese é para maiores de idade, dispõe de um recurso para denunciar abusos na barra de ferramentas que aparece no perfil. Similar ao Orkut, o Clubão (www.clubao.com.br) tem ferramenta parecida e filtra imagens para adultos. Contudo, como no Orkut, não há controle para saber se o dono do perfil é maior de idade ou não.

Outra dica para os pais é criar perfil no Orkut e associá-lo aos dos filhos para acompanhar quem é adicionado ou manda recados.

Há duas semanas um pedófilo de codinome Tenente C provocou uma onda de indignação ao publicar imagens de pornografia infantil na rede. O perfil foi apagado pelo Orkut e os registros gravados para a Justiça.

09/05/2007 01:01:00
Marlos Mendes
Informações extraidas do O Dia On Line

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here