Compreender as relações existentes entre esses elementos e a importância do resgate dos conhecimentos tradicionais…

Redescobrindo a floresta, promovendo dignidade, cidadania e vida nas comunidades indígenas

A proposta do trabalho busca promover um caminho de pesquisa através de observações das condições ecológicas locais – solos, rios, chuva, floresta, bichos, homem e práticas extrativistas e produções agrícolas. Compreender as relações existentes entre esses elementos e a importância do resgate dos conhecimentos tradicionais construindo uma forma harmoniosa de convivência entre a natureza e o emprego de praticas de produção agrícola sustentável.
Busca-se como objeto desse trabalho, disponibilizar aos participantes (índios e índias) informações técnicas ecológicas sobre o meio em que vivem, e tenham condições de idealizar e projetar coletivamente propostas de trabalho que os conduzam ao caminho da sustentabilidade em suas comunidades. Alcançando sistemas de produção semelhante à floresta com eficiência e responsabilidade no uso dos recursos naturais, melhorando a produtividade, rentabilidade, qualidade de vida e do trabalho nas comunidades indígenas.
A oficina destina-se a índios e índias em todas as nações indígenas brasileiras que saibam ler e escrever e que tenham conhecimentos básicos de informática.
A metodologia adotada baseia-se em leituras de textos, vídeos e pesquisas na rede e observações em campo com discussão em chats previamente agendados.

Facilitadores
Hiata Anderson, ambientalista, técnico em Processamento Alimentos com atuação em desenvolvimento sustentável.
Eduardo Correia (calango) ambientalista técnico agrícola, estudante de agronomia atuante em desenvolvimento sustentável com ênfase em agrofloresta
Como profissionais da área de meio ambiente, buscaremos através da troca de saberes, interagir com os participantes criando juntos novos conhecimentos que possam desencadear propostas libertarias e harmoniosas com o meio ambiente entre os povos indígenas.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Ya estamos de vuelta …. comencemos: Hiata, Calango !!!!, por nuestra madre, madre de nuestras madres, a la cual llamamos tierra, Pachamama o mi Onkaiujhmar Charrúa ….
    Un abrazo, Huebilú !!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here