No dia 17 de agosto de 2006 o cacique Nailton, Adalton Pataxó Hãhãhãe (foto) que é professor da língua indígena Tupinambá da Aldeia Caramuru Paraguaçu conhecida como Pataxó Hãhãhãe viajaram para a cidade de Brasília com tres metas: Econtrar Lula e participar de duas reuniões: no Supremo Tribunal Federal e no Ministerio da Cultura.

No Supremo Tribunal Federal a finalidade era recorrer em requisitar a justiça para acelerar o processo da nossa terra que se encontra há 24 anos no Supremo. Porém a reunião foi mais uma vez adiada por motivo político.
No Ministerio foram com objetivo de buscar o apoio para fortalecer o resgate da língua Tupinambá… “Estamos em busca de resgatar nossa lingua, já temos um material revisado pelo linguista Airon.

Neste mesmo dia, o Secretario Sérgio Duarte Mamberti (foto), da Secretaria de Identidade e da Diversidade Cultural, estava lançando um premio muito importante para todos nós indios.

É um desejo de todos nós indios estarmos em breve falando a língua Tupinambá Pataxó, aquela que nossos anciãos falavam. Quero ter nossa lingua viva outra vez.

Esta entrevista partiu de Yonana Pataxó com o cacique Nailton Pataxó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. para conseguir o nosso objetivo que e resgatar o nosso idioma e pressiso ter força e um sonho de todos nos indio estarmos falando o idioma.
    eu tenho esse sonho de falar o idioma seria muito legal eu imagino todos nos falando a lingua o nosso idioma presisamos lutar,lutar porque para conseguir o que qeremos é claro que temos que lutar mais para lutar presisamos de uma unica pessoa nosso tupâ
    presisamos de apoiote desejo toda sorte acho que toda familia indigena deseja
    data=26-08-2006
    kauana muniz
    os que confia no senhor serão como o monte de sião que nao se abala,maispermanece para sempre
    salmos=cap 125 =vec=01

  2. Kauana, esse é um dos desafios que temos, o resgate de um idioma que foi assassinado, massacrado e que é raíz de vossa cultura. Conheço a importância dessa luta e me coloco disponível para ajuda-los.

    Sermos irmãos é nos organizarmos na luta por um mundo mais humano!

    Um Grande abraço!

    A Luta Continua…

  3. … no dia 19.04.2007 estive em coroa Vermelha (a serviço) e, alegremente comemorava-se o dia do Indio, participei como espectador de algumas atividades e, posteriormente fomos convidados a conhecer o cacique dos pataxos e tbm o representante do dep.de turismo indigena ‘Cajurú'(assim é o que eu recordo-me);conversamos com eles, que nos disseram da dificuldade de se estabelecer um dicionário com verbetes indigenas, fato este comprovado por nós, que, entre os mais velhos da aldeia, as crianças hoje conhecem mais a lingua indigena do que os adultos. Nao diria vergonhoso pois, muito se perdeu de sua nação, é tempo de tentar resgatar o que sobrou de historico e vida deste povo. Coloco-me à disposiçao de tbm ser um divulgador, apoiador e interessado nesta causa nobre.Espero ainda ver em pouco tempo a existencia de livro,dicionario ou qualquer outro matl. que retrate e ensine a todos o que é SER INDIO. Abraços…Awêre

  4. Oie eu gostaria de saber mais sobre o significado do meu nome

    Se você tiver alguma resposta poderia enviar para o meu email?

    Obrigada
    Tchau

  5. E MUITO DIFICIL A VIDA DOS POVOS INDIGENAS,MAS TEMOS QUE NOS UNIR PARA CHEGAMOS AO NOSSO OBJETIVO QUE É A NOSSOS TERRAS PAZ E VIVER COM SAUDE MAS TEMOS QUE CONFIAR EM DEUS QUE NOS VAMOS CONSIGUE.DEUS ABENÇÕE TODOS NÓS.

  6. Sou filho de Adalto, preciso entrar em contato com ele. Meu nome é Jocimar Kiriri filho de Sebastiana. Quem souber do paradeiro transmita esse recado por favor fico muito grato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here