E nesse sentido, o que diz respeito à qualificação da rede física é um deles
Esse projeto foi indicado por nossa representante Pankararu: Elisa Urbano Ramos, (membro da COPIPE), juntamente com o Líder Fernando Monteiro, quando no ano de 2003, nas reuniões da COPIPE houve um pedido da Secretaria Estadual de Educação em principio que houvesse indicação de três escolas para ampliação e depois em 2004, uma construção.


Naquele momento e naquele contexto, as maiores escolas em demanda de alunos eram exatamente a Escola Pankararus, a Ezequiel e a Carlos Estevão. Então as três foram indicadas para ampliação e tempos depois a construção da Escola Ezequiel, embora anos depois houvesse uma opção de construção da mesma escola, pois não poderia ser ampliada e construída ao mesmo tempo.


Então, desde o mês de dezembro de 2007, a Secretaria Estadual de Educação, vem construindo a Escola Pankararus Ezequiel, com recursos do FUNDESCOLA, e a ampliação da Escola Carlos Estevão, com financiamento do EDUC.
Na historia do movimento indígena em Pernambuco, o processo de estadualização das escolas foi um marco importante, umas das nossas conquistas, graças a Deus e a organização e mobilização da COPIPE. Então cuidar da rede física faz parte da política de educação escolar indígena.


Embora as nossas escolas estejam em bom estado de conservação, é nosso objetivo concentrar os nossos estudantes em nossas escolas, uma vez que para o nosso povo a instituição escola como um dos espaços de educação e bem cultural, também tem como função social o fortalecimento da cultura. Eis a necessidade de ampliação em todas as escolas de nosso território.
Desde 1999, Elisa como representante pankararu, vem lutando com intuito de promover uma educação específica, diferenciada, intercultural de qualidade. Atualmente ao lado da companheira Rita de Cássia e de Fernando Monteiro (ambos também membros da COPIPE).
Assim, seguimos juntos com o nosso professorado, lideranças e comunidade, com a missão de transformar essas escolas em espaço de construção de saberes, fortalecimento e valorização da cultura indígena, e principalmente a formação de futuros guerreiros da causa indígena.

Tainá pankararu
tainá@indiosonline.org.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Tainá PARABÉNS pela materia!!!!

    Sei que é um avanço e que é uma alegria ter essas novas escolas.

    Quero salientar que embora isso tenho a obrigação de apontar ainda algumas coisas:

    Muitos dos corredores dessas escolas novas não tem Varanda e beiram precipícios perigosos! Já teve um acidente, mas parece que ainda nenhuma providencia de segurança para as crianças foi tomada!

    PRECISA SE DE VARANDAS em muitos dOS CORREDORES!!!

    E agua como esta a AGUA?

    E eletricidade? como esta? Aqueles computadores que estavam guardados….já estao sendo utilizados?

    Sei que é a vontade de todos nós seguir AVANÇANDO!!!!!

    Então vamos lá!

  2. Essa materia mostra um sonho que tinhamos a muito tempo, e hoje podemos dizer que virou realidade. Sou um dos professores destas escolas e sinto orgulho disso. Essa materia faz a gente refletir e valorizar a nossa forma de ensina, envolvendo a nossa cultura. Parabéns Tainá.

  3. Parabéns Täiná , pela matéria !! Realmente a união faz a força , e a organização do povo Pankararú, ahhh!!!! Isso é indiscutivel e serve de exemplo de conquista a todos os povos indigenas do Brasil !!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here