Evento que ocorre em Pesqueira reúne 750 professores das 12 etnias

Assessoria de Comunicação – 14/11/2011

A Unidade de Educação Escolar Indígena da Gerência de Políticas Educacionais em Direitos Humanos está realizando, de 14 a 18 de novembro, o terceiro momento da formação continuada para professores indígenas de Pernambuco. Durante a semana, os profissionais estarão sistematizando os dados coletados nas aldeias, para conclusão dos seus projetos de pesquisa científica, como proposta da formação que tem como temática “Escola: espaço de construção do conhecimento científico da convivência cidadã e da consciência ambiental”.

A capacitação teve início com uma mesa de abertura intitulada “Temas e problemas da interculturalidade na educação escolar indígena”, com palestras do professor e antropólogo Miguel Bartolomé, do Instituto Nacional de Antropologia e História do México; do professor e antropólogo Renato Athias, chefe do Departamento de Antropologia e Museologia da UFPE; e da antropóloga da Funai Ângela Sacchi. Também está presente a pedagoga Waldete Andrade (indígena da etnia Baré), da Secretaria de Educação da Cidade de São Gabriel da Cachoeira (Amazonas), que trabalha com formação de professores indígenas.

”Esse momento tem como objetivo motivar a pesquisa científica no corpo docente indígena do Estado e a produzir material pedagógico específico”, explicou a especialista em Ensino de História pela UFRPE e coordenadora do Educartecnologias, professora Luci Lima. A importância da formação continuada vem sendo meta prioritária do sistema educacional.

As formações para professores indígenas estão ocorrendo no Hotel Estação Cruzeiro na cidade de Pesqueira. Participam deste terceiro momento 750 professores das 12 etnias indígenas de Pernambuco: Kambiwá, Kapinawá, Xukuru, Tuxá, Pankararu Entre Serras, Pankararu, Pankará, Pankaiwká, Pipipã, Fulni-ô, Truká e Atikum.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here