Nos últimos anos a aldeia kariri-xocó vem passando por problemas que prejudica a nossa comunidade. Este problema já vem desde a união dos Kariri com os Xoco, pois cada uma das etnias tem seus costumes e hábitos, seus caciques e seus pajés.
Estas desavenças iniciam com a luta pelo poder.
Os Kariri já habitava nesta aldeia, e pelas invasões e lutas pelas suas terras morreram muitos indios e com a invasão que ocorreu em ilha de São Pedro SE os Xoco fugiram para não morrer e desceram de rio abaixo ate que encontraram abrigo com os Kariri.
No inicio eles os acolheu e deram-se muito bem, pois falavam a mesma língua e tinha costumes e cultos muito parecidos.
Depois de alguns anos eles decidiram forma-la em uma só etnia que hoje e a aldeia indígena kariri-xocó. Com essa união iniciou os problemas políticos, pois se tornaram uma só etnia mais não unificarão os seus administradores que mantiveram dois caciques e dois pajés e entre eles começou uma briga política de quem mandava mais na aldeia e isso só prejudicava a comunidade.
Hoje em dia é raro encontrar algum índio que mantenha somente uma etnia, pois todos somos kariri-xocó e nos orgulhamos dos nossos antepassados por anos de luta se preservação de nossas culturas.
Há vários anos eles se uniram realmente e trabalharam em pro da comunidade onde nos estávamos em paz de matéria e de espírito depois da morte do pajé velho seu sucessor Julio Queiroz suira (pajé da kariri) continuo seus cultos mais alguns anos atrás por motivo de uma política de prefeito e outros problemas eles se desentendeu com o cacique Cícero de Souza (cacique da xoco).
Os administradores da nossa aldeia hoje lutam pelo poder, querem ver quem manda mais na aldeia e isto prejudica a toda comunidade. Com essas desavenças eles esquecem de lutar a pro da comunidade e começa lutar pelos seus bens próprios e esquecem que eles são os pais de nossa aldeia, pois são eles que têm que cuidar da nossa saúde e de nossa educação.
Com essas desavenças ficamos sem o nosso posto administrativo e o nosso pólo base. Rumores saem que com o abandono do posto administrativo famílias invadiram por motivo de mudarem ele para a cidade de Porto Real do Colégio por causas dessas desavenças política.
O pajé da kariri-xocó Julio Queiroz Suira queria tirar o chefe de posto Paulo Fernandes por ele se envolver diretamente na política a favor do candidato a prefeito Eraldo Cavalcante que demonstra não gostar de indios e o cacique da xoco Cícero de Souza que apoiava este prefeito.
O pajé fechou o posto administrativo e falou que só abriria se tirasse do cargo o chefe Paulo Fernandes e assim o cacique da xoco junto com seu filho Jose Heleno que é o atual administrador da FUNAI de Maceió não aceito suas reivindicação e mudou o posto administrativo para cidade de Porto Real do Colegio.
Com essa atitude o povo é que se sente prejudicado aqueles que não tinham onde morar invadiu o posto administrativo e hoje estão morando cerca de sete famílias.
Com isto eles esquecem de lutar pelas nossas causas que esta sendo prejudiciais para nos, como a saúde e a educação e com abandono da funasa o pólo base foi interditado e outras famílias se aproveitaram e o invadiu.
Com isso estamos sofrendo, pois não temos mais nosso posto administrativo nem o nosso pólo base.

Ate quando isso vai durar por que eles não sentam e conversam como lideres que são, pois o destino da nossa aldeia esta nas mãos deles, é uma tribo que necessita de bens matérias e principalmente de bens espirituais e só o cacique e o pajé pode nos ajudar, pois eles unidos se transforma em um todo.
Walison de Souza Matos

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here