Quando comecei a estudar no pré-escolar, a arte ou educação artística se resumia apenas em desenhar, pintar etc. Eu não tinha a consciência de quer nossas danças, rituais tradicionais, a cerâmica, confecções de vassouras, a fabricação de colares, utensílios usados nos rituais. Tudo isso fazia parte da arte. Fiz cursos de desenhos, mas não dava tanta importância, pois era selecionado apenas aquelas pinturas ou desenhos considerados belos. Já que eu não tinha jeito para desenhar, me achava um fracasso como artista. Alguns anos depois me escrevi no curso de cerâmica, com a minha tia e professora Merenciana, mais conhecida por Dos Santos.Ela é uma pessoa da comunidade indígena, e que desde cedo detinha esse oficio e através dele sustentava sua família. Ela nunca estudou por falta de condições financeira, então se dedicou a arte da cerâmica. Ao iniciar o curso, aprendemos detalhes de como escolher o barro, qual tipo de barro para cada utensílio. Primeiro passo, buscar o barro na serra ou em locais apropriados; podia trazer esse barro em um animal de carga ou na nossa própria cabeça. Segundo passo, colocar esse barro ao sol para secar, pois às vezes o barro se encontrava úmido. Depois de secar, vem a terceira etapa, pisar o barro com uma pedra ou utilizar um pedaço de madeira; depois de pisado era peneirado, molhado com água, amassado para ter uma consistência homogenia e guarda-lo em plásticos. Aí estava pronto para ser manuseado. Então aprendemos a fazer pratos, panelas, potes, etc.

Na arte Pankararu a cerâmica além de representar a cultura do meu povo também representa o sustento de algumas famílias. Pois essa arte requer dedicação total, mas para algumas pessoas se torna uma terapia ou um modo de expressar seus sentimentos. Na sala de aula é um incentivo para que as crianças desde cedo conheça essa arte, e que se torne um hábito. E repassem e valorizem para as gerações futuras. Hoje me orgulho de estar repassando esses ensinamentos para outras crianças da aldeia, eu já tinha essa vontade, mas só foi possível agora através de um projeto de arte da Escola Indígena Carlos Estevão.

Começamos com uma turma de 4ª serie e depois com as demais. Contamos com a ajuda da artesã Vilma que aprendeu com a sua mãe Lizete essa arte, para nos apoiar nesse curso.

patrícia pankararu
patricia.indiosonline@gmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. a cultura do nosso povo nunca vai acaba porque a gente sempre vai pressevar na nossa aldeia sempre tem gente que fas muitas coisa aqui na aldeia.
    mauricio?

  2. Parabéns comadre Paty
    Esse trabalho é de grande importância para as nossas crianças e tb por ter continuidade a produção de nossa arte indígena.

  3. gostei muito de sua materia patricia, espero que voçe continui assim criando materia

    com os mais velho para nao acabar nossas culturas indigenas.

  4. Bom eu achei muito interesante a dedicação de minha ex professora (Patricia) e de minha mãe (vilma).como patricia diz ela comesou desde criança eu tambem estou aprendendo com a minha mãe vilma.Ecom os encinamentos que ela esta me encinando espero encinar para as outras pessoas daqui en diante quando eu crescer !!!
    Diêgo Antonio

  5. parabéns patrícia pois vc mostrou que a cultura indigena esta firme e forte ,e e bom que essa cultura seja passada por varias e varias gerações.
    evertonpank

  6. estou fazento um trabalho sobre voces me invien algu sobre a sua cultura espero ateee

  7. A valorização da cultura é um dever de todos nos, e com esta materia vc pode mostrar que nos indios pankararu valorizamos nossa cultura assima de tudo, PARABENS.

  8. bom para começar é muito bom esta visitando seu site eu me chamo Clarissa sou de camacan e tenho 13 anos eu achei muito interesante o livro que eu ganhei de uma amiga é muito bom saber quer os indios pataxó-hã-hã-hãe luta pelo seu futuro pelas suas conquistas. não vou dizer que não é muito acesar na internet não pelo contrario é bom demais mais esse não chega o cas. pois é bom saber que tem um pouco da nossa cultura preservada no nosso brasil é muito bom saber que vcs lutam para perservar a natureza as aguas os rios a mata ate os animais eu sinto muito orgulho em saber que a cultura dos indios esta sendo bem colocada no brasil.

    bom é so isso

  9. Fiz um trabalho sobre vocês e acabei tirando um 10(dez),achei a cultura de vocês muito interessante por isso minha turma fez uma música:

    “Os índios são bons companheiros,os índios são bons companheiros,os índios são bons companheiros,ninguém pode negar!!!”

    bom é só isso!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here