Posseiro invade casa indígena da Aldeia Cajueiro em Poranga Ceará.

            No final do ano passado um posseiro que não morava na Aldeia Cajueiro ameaçou ir morar em uma casa onde nós povos indígenas reformamos para a ida de uma família indígena para a mesma que já era habitada por outra família que teve de sair por problemas de saúde ocasionada pela a falta e má qualidade de água. Quando fomos avisados da vida do posseiro, denominado como Manoel Velho, logo nos reunimos e ocupamos a casa e quando ele ficou sabendo da nossa ocupação o mesmo colocou suas coisas em outra casa fora da aldeia.

No dia 7 deste, sábado passado, o Sr. Manoel Velho como é conhecido nos pegou de surpresa invadiu a casa, no mesmo dia quando ficamos sabendo fomos até a casa e avisamos o mesmo que ele não poderia ficar residindo na mesma, ele falou que não ia sair.

Na noite do sábado nos reunimos todos da aldeia Cajueiro para tratarmos deste assunto delicado para nosso povo e durante a reunião decidimos dar um prazo para ele se retirar da casa. O prazo dado para mesmo se retirar é até as 8 horas do dia 10, terça-feira. Até o momento o mesmo não se retirou, já avisamos para a Funai e aguardamos a vinda do responsável pela Funai no Ceará para contribuir com o nosso povo neste sentido, pois estamos decididos a retirar o mesmo depois do prazo estabelecido.

Que a força dos nossos encantados, da mãe jurema, da mãe tamain e de Pai Tupã estejam com nossas lideranças para que possamos resolver tudo em paz. Estamos certos de que devemos proteger as nossas terras.

Precisamos de ajuda para que possamos resolver este problema com a sabedoria de nossos sábio. Abraços a todos….

Cacique Jorge Tabajara

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Parabens cacique Jorge por defender o direito do seu povo, desejo muita sorte nessa caminha, e os povos indigenas tem mesmo de defender o seus direitos a terra, sempre com união das raizes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here