PESCA DE MÃO

A pesca é uma arte de sobrevivência muito ussada pelos Kariri-Xocó, por serem povos de cultura do Rio São Francisco, desenvolveram técnicas de captura do peixe , sua principal fonte de alimento. As lagoas existente na área indígena facilita essa atividade, feita por pessoas do sexo feminino, as mulheres pegam suas panelas de barro, amarra uma corda na boca da vasilha e vam pescar de mão. Elas entram na lagoa com águas rasas, se abaixa e começam a procurar o peixe na lama, loca, ou no mato aquático orelha de burro. Ao encontrar o peixe pega-o na parte da cabeça , enfiando os dedos nas guerra para não escapar a pressa, coloca na panela e continua pescando. Os peixes capturados na pesca de mão pelas mulheres, são geralmente de espécies pequenas : cará, mandim, traíra , piaba, esporapé, etc. As mulheres faz essa pescaria quando a lagoa já foi pescada pelos homens, com outros tipos de pesca como : pesca de cuvú, pesca de jereré, pesca de anzol, pesca de tarrafa, e de rede. Chamam os pequeno peixes de moqueca ( peixes miúdos) que restaram na lagoa, que os pescadores não poderam pegar com seus artifícios. Entre as mulheres indígenas que mais se destacaram na pescaria de mão, foi a finada Laudilina, irmã do Pajé Francisco Queiroz Suíra. Nossas lagoas: Lagoa Comprida, Lagoa dos Porcos, Lagoa dos Tijolos, Cordeiro, Lagoa Grande, e outras que estão nas mãos de posseiros. Todas essas lagoas as mulheres indígenas quando estava sem nada para comer, saiam rapidinho atrás de casa e diziam uma para as outras: “ mulher vamos pescar de mão” para pegar uma moqueca. Nhenety Kariri-Xocó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here