olhando hoje para o povo indigena vemos tantas carências na educação, saúde e nos servirços públicos sociais.Existe o índio que nasce nas bases e sonha em ajudar o seu povo, e o que não nasceu nas bases, mas que se convertem ao indigenismos e hoje procura a ajudar o seu povo. E também tem o que os ideais é apenas para auto se promover em busca de sucesso pessoal com o dinheiro.

Ao acompanhar o sofrimento de vários parentes indigenas espalhado nesse país, por não ter uma assistência por parte dos orgãos prestadores de serviços como exemplo a FUNASA, FUNAI, MEC, PREFEITURAS…, DEPOIMENTOS DE INDIOS “na minha aldeia morreu idosos, crianças, gestante por falta de assistência…” ” há escola da minha aldeia, não oferecem condições de qualidade para educar os nossos filhos, e principalmente a meranda é de pécima qualidade…”. A falta de um trabalho de prenvenção faz com que muitos jovens se envolva com drogas, alcolismo, abandono total, suicidio e muitos outros fatores que tem trazidos grandes prejuizos para a nação indigena e preocupação para as lideranças.

Ou desrespeito com os profissionais indigenas que prestam serviços nas comunidades indígenas, principalmente os professores, os agentes indigenas de saúde… Que na sua grande maioria faltam os direitos trabalhistas, um exemplo na minha aldeia os AIS não tem um direito a 13ª salário, não tem garantia de serviços, emfim não existe os direitos de fato, como obriga a lei. O que nos deixa com sede de justiça, ao ver que nós indios ao longo da história sempre ficamos a margem da sociedade, e nesse mundo que se chama de globalizados, nós indigenas somos tratados com derespeitos perante as nossas reivindicações. Quando recebo a noticia que um parente morreu por falta de assistencia a minha alma chora. Quando vejo as almas dos meus parentes se perdendo com o alcool, me dá uma tristeza com muita indignação. O governo, sempre vai ser omisso a nós indios, quando ajuda o indios é para aliviar um pouco da suas culpas. Os governos passam coisas bonitas no meio de comunicação, enquanto nós indigenas vimos sofrendo muito nas aldeias.
Agora, quando fala de colocar um indio para disputar uma eleição politica, vejo uma nova esperança surgir, se esse realmente quer ganhar a eleição para defender ao seu povo. Mas por outro lado eu me preocupo, se esse candidato que ter um poder  e uma boa remuneração. A experiência que já vi, é que grandes lideranças de base quando se resolve lutar por um cargo (emprego), quando conseguir fica preso e dominado pelo o sistema perverso que oprime os mais fracos. Será que a politica de nós indigenas é essa? Ou realmente precisamos ter uma ideologia voltada as nossas tradições culturais. O indio precisa representar a nossa cultura em qualquer rapartição ou cargo que ocupar, ou seja, trocar o terno e gravata pelo o seu coka, colar e pintura corporal. Precisamos usar os nossos adereços não como mitos, ou para adimirações alheia, mas como objetos sagrados e de respeito, o mundo é cheio de símbolos, as pessoas cultuam simbolos, e para nós indios os nossos simbolos é tradicionais.
Escolher um indios para disputar as eleições é importante, mas que ele realmente  seja construido de base, que  já vem defendendo o seu povo e que seja respaldado na luta. E que não fique brincando de fazer politica, e que não venha manchar a dignidade dos indios que estão sofrendo nas aldeias.
Infelizmente,prefiro  indicar um indio com menos escolaridade e que tem uma formação superior de luta, do que colocar um indio que é tão estudado, mas não está preucupado com os parentes que estão morrendo a mingua nas aldeias.Disse meu mestre Jesus: “ande pela a estrada estreita, porque a larga muitos se foram e se perderam”.

A minha esperança é que aconteça uma transformação,e que as lideranças se façam presentes nas defesas de nossos direitos. Repudiando, denuciando e divulgando que nós indigenas existimos e queremos ser inseridos na sociedade com os valores  humanos.

O que acontece com a saúde:
” os indios prende um carro, salva 5 vidas.
os indios fecha o polo basé  salva 10 vidas.
os indios fecha o DSEI , salva 20 vidas.
Os indios fecha a cede da FUNASA-DF salva 10.000 vidas
Os indios fecha a Ministérios da Saúde e…”

Resumindo que tem dor é que geme, Se agente ficar esperando, ou até mesmo aguardando a solução através de preto no branco, ou seja, através de documentos as coisas continuam do jeito que está. Mas se agimos, protestamos, as coisas começam a fluir.O governo não se preocupa com os óbitos registrados nos boletins da equipe multidisciplinar de saúde, ele se preocupa em sensibilizar  com a mídia, os meios de comunicação em massa denunciar o seu respeito. Só assim eles procuram a resolver a situação. Por exemplo hoje nós Pataxó Hãhãhãe, só tivemos vitorias nas nossas retomadas, depois que Galdino de Jesus foi queimado em Brasilia.É um absurdo, mas é a realidade.As vezes é preciso que alguém morra e a mídia divulgue para as “autoridades competentes”,tome providencias.

Fabio Titiá – Baenã Hãhãhãe
Povo Pataxó Hãhãhãe

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
A muito tempo lutando em prol do Povo indígena do qual faço parte, até ameaças de morte já recebi. Mas não me calo! pois os espíritos de meus antepassados está comigo. E a proteção de Tupã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here