A partir de segunda feira,dia 30 de janeiro, três índios Pataxó Hãhãhãe,
Paulo Titia, Fabio Titia e Rodrigo Titiá com o apoio de dois índios Payayá Juvenal e Edilene, estão em Salvador, Bahia e têm se mobilizado em buscadode apoio entre pessoas e autoridades sensíveis a causa indígena,
especialmente em relação as terras dos Pataxó Hãhãhãe de Pau Brasil (sul da Bahia), Aldeia Caramuru.

Os povos Pataxó Hãhãhãe, vem sofrendo uma perseguição permanente por parte dos fazendeiros ocupantes das terras dos índios desta região.

Nos últimos 23 anos de retomada das terras tradicionalmente dos povos
indígenas naquela região, mais de 16 lideranças foram assassinados por
pistoleiro a mando dos fazendeiros, e até hoje nenhum fazendeiro não foi
atingido por arma indígena. O que o índio deseja é viver em Paz em sua
terras.
Essa mensagem é que os índios são portadores

Durante estes dois dias de mobilização os índios Pataxó e Payaya tem
procurado sensibilizar as autoridades, políticos, historiadores, grupo de
mulheres, estudantes, sindicalista, a imprensa fala e escrita, Promotoria
Publica do Estado e chegando até a Procuradoria Geral da Republica

De certa forma, as visitas de cunho pacífico que consistem em chegar perante as instituições com cartazes contendo as seguintes frases: “Justiça em Todos os níves”, “Em vinte anos foram 16 lideranças Pataxó Hãhãhãe assassinada na esperança da posse da suas terras”, “Pataxó Hãhãhãe pelo o direito de viver em sua terras”, “ Terras dos Pataxó Hãhãhãe: Estado também é responsável por isso”, “ Que a justiça não julgue contra os direitos dos índios”.

Na Procuradoria do Estado um dos Promotores se propôs como cidadão se
corpora na luta, políticos diferentes manifestaram solidariedade. Na
universidades as autoridades se colocaram a disposição em conseguir apoio
para a causa. Houve também apoio de ONGS.

Enquanto esse movimento pacifico de convencimento e sensibilização acontecia na capital, na aldeia na área da retomada os pistoleiro tentavam consumar mais uma vitima entres os índios, Atacando um carro que prestava socorro ao um paciente e indígenas de menor idade em estado grave,por volta das quatro horas da madrugada do dia trinta e um.

Outro grupo composto de lideranças Pataxó Hãhãhãe: Luis Titia, Gerson
Pataxó, Evangelista Bispo,Fita Pataxó e Elkson Santana, estão em Brasília
juntamente com o atual administrador da FUNAI de Ilheus com o mesmo objetivo do grupo que estão em Salvador.eles conseguiram agendar uma reunião com o Juiz da vara única de Ilhéus, Presidente da FUNAI,representante de fazendeiros e os caciques da aldeia.para a próxima sexta-feira dia três de fevereiro.

Entre os oitocentos índios presente na retomada tem velhos, mulheres
gestante, crianças que precisam de assistência medica, alimentos, e água
tratada para consumo,um agente de saúde condenou a água como imprópria para o consumo humano e a FUNASA não tem prestado assistência á saúde na região de conflito.

Fábio Titiá

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here