Nosso objetivo é informar aos leitores nossa realidade atual, nossa verdadeira história, contada por nós mesmos. No sentido, que as informações venham disconstruir uma visão distorcida, que a sociedade possui em relação a nós Povos Indígenas, em particular o Povo Pataxó Hã Hã Hãe.
Queremos que a nossa história se venha expandir para que todas as pessoas conheçam e tenham a informação do que é ser “índio”. No entanto estou na capital, onde encontrei aqui crianças visitando a Bienal do Livro, e não sabem o que era índio, abordando-nos com perguntas para nós assustadoras, ao percebermos, que em vossas escolas não recebem nenhuma informação real sobre nossa existência, e resistência. Perguntavam-nos se éramos “índios” de verdade. Isso quer dizer, que ainda existe fatos, que as pessoas estão desinformadas sobre o conhecimento verdadeiro da história do Índio.
Diante de tal fato, não podemos nos calar, isso deverá servir como motivação para continuarmos lutando, no sentido, dessas pessoas obterem informações concretas, sendo assim diminuiremos os vários tipos de preconceito sofrido pelas Nações Indígenas existentes em todo o mundo!

Yonana Pataxó Hãhãhãe

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Isso mesmo, o mundo tem que ter conhecimento da nossa história, atravrés de fontes limpas como nós e não via terceiros descomprometidos com a verdade.
    Parabéns aos organizadores, o livro está muito lindo, principalmente aos depoimentos dos mais velhos, as fotos também ficaram bonitas. Parabénssssssssssssssss

    Patrícia

  2. O mais engraçado é quando falamos de nós na Universidade, as pessoas tem uma reação parecendo que a sociedade cobrasse que nos comportassemos como bichos selvagens. Se esqueceram que já faz mais de quinhentos anos que o Brasil o descoberto em tese, e que o indíos bahianos na linguagem dos brancos foram os primeiros a serem domesticados. Santa ignorância do povo brasileiro.

  3. por gentileza gostaria de saber informações sobre a rainha das aguas
    que se eu estiver correto faz ou fez parte da tradição desta tribo indigena
    ,se não for muito trabalhoso tambem queria informacões sobre a palavra (uandra ou wandrah ou huandra)não sei ao certo qual é a verdadeira grafia dela

    desde ja agradeço pela ateção

    abraços

    francisco carlos fernandes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here