Ararawã
Ararawã

Quando  parecia tranquilo depois dos julgamento favorável a nós índios Pataxó Hãhãhãe, começa uma nova forma de perseguição. Todos os dias as lideranças da comunidade recebe recado de morte, segundo os fazendeiros tem uma lista de nomes de índios que vão matar. Isso começa a esquentar de novo a região, ultimamente o números de policiamento tem diminuindo, e a segurança da comunidade está em risco. Ontem um jovem indígenas estava na cidade para comprar alimentos e foi surpreendidos por homens que chamavam para sair da casa, desafiando ó para brigar, isso aconteceu próximo a casa de apoio no município de Pau Brasil-Ba. Acreditamos que não ouve ataques, por motivo de ter várias mulheres gestante e com crianças no local.

Hoje estava esperando um carro em uma rua que parecia tranquila, quando passou um homem pilotando um moto me encarando, logo em seguida apareceu novamente com outro na garupa, dizendo que vai fazer um”um baba no Rio Pardo”, depois de alguns minutos ele retornou e fala mais uma vez, com forte ameaças, e me olhando com cara de mau. Isso fez com que me dispertacem a escrever esse artigo, aqui muitos indígenas precisam de fazer atividades na cidade, e com essas ameaças surgindo, deixa o povo preocupado, pois os pistoleiros saíram das fazendas e estão nas cidades. quando tinha bastante policias eles estavam oculto, mais agora que tem pouca polícias, eles começam a se osar, e sabendo como é a cidade de Pau Brasil, provavelmente é um motivo que a justiça precisam resolver, o quanto antes.

3 indígenas foram perseguido esse mês na cidade de Pau Brasil-BA, tiveram que fugir as preças.

O que nós indígenas agora queremos é paz, muitos de nosso povo morreram por causa dessa terra, nós lutamos pelo o que é nosso, como prova disso foi que os ministros julgaram pela a nulidade de títulos no dia 02 de maio desse ano, que já tramitava a mais de 30 anos no STF, Não queremos mais enterrar parente assassinados por mão de bandidos. Queremos Paz a final a justiça já aconteceu.

 

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
A muito tempo lutando em prol do Povo indígena do qual faço parte, até ameaças de morte já recebi. Mas não me calo! pois os espíritos de meus antepassados está comigo. E a proteção de Tupã.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here