DSCN5320
Professores, funcionários, pais alunos e comunidade indígena paralisaram ontem dia 10/05/2010 suas atividade,
DSCN5357
como forma de protesto contra o governo do estado da Bahia, reivindicando o cumprimento de uma atá de acordo realizado no dia 21/09/2009 entre escola indígena, comunidade, e governo, perante o MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL,
DSCN5361
onde foi estabelecida uma serie de demandas para ser colocadas em pratica desde o ano passado até o inicio deste ano, e até agora poucas das coisas foram cumpridas, e uma serie de demandas a ser colocada em pratica ainda, onde uma delas é a contratação dos professores que trabalhavam pelo programa PST (prestação de serviço temporário)
DSCN5386
uma vez que este programa foi declarado ilegal pois é de condições muito ruim já que o professor ganha menos que um salário mínimo, sendo que são descontados impostos e não são repassado a previdência social, pois os mesmos não tem direito a décimo terceiro salário, ferias, aposentadoria, tempos de serviço entre outros.
DSCN5366
Por esses e outros motivo foi feita uma parada no dia de ontem como protesto em relação a isso, e foi feita um novo documento ao Ministério Publico Federal para que se possa resolver a situação da melhor forma possível. E caso não se resolva a situação a comunidade tomará outras atitudes como ocupação ou uma ida até a secretaria de educação para resolver esse grande problema.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
A Gestão da Rede Indios On-Line, é composta por indigenas de diversos povos do país, e tem o compromisso de articulação, promover encontros e debates on-line e fortalecer a rede como um todo... gestao-indiosonline@googlegroups.com

2 COMENTÁRIOS

  1. Ha mais de 4 anos que o governo CONSTRIU no meio da Mata uma escola…

    Mas ela funciona…? Como? Quanto?

    Parece que muito pode melhoarr por lá?

    Parece que os problemas se perpetuam por bastante tempo…. Muitos dos problemas nao sao sódessa escola ou desse povo…

    Entao, poderia se aproveitar essa demanda dos indigenas para convidar todas as forças atuantes nessa área, eme espcial a comunidade local, A Secretaria de Educação do Estado… E fazer uns dias de trabalho para resolver muita coisa e encaminhar aquelas que precisam ser encaminhadas para outras instancias…

    Bom… Naveguemos atras de informação…de conhecimento e de transformação…

    http://www.sec.ba.gov.br/ed_indigena/povosindigenasdabahia.htm

  2. Uma vergonha naxional o estado de calamidade em wue navega a educação no Brasil, uma vergonha e um cinismo sem limites de todos os politicos que estão no poder e encastelados em suas mansões milionárias, gastadores do suado dinheiro público dos impostos municipais, estaduais e federais. No Brasil temos uma elite do mal no dominio dos governos e vivemos sob a égide do marketing politico, tudo se promete e pouco se faz, com lentidão de algo que tem projetos mas a conclusão nunca acontece. O politico brasileiro é CINICO. não quero polemizar mas a realidade ninguém pode tapar. Crianças sem educação são medingos e marginais do amanha, a \\\secretaria de educação, o governador e todos os envolvidos deveriam respeitar a Constituição Federak e pagar salário digno ao professor, principalmente ao professor de aldeia que não conta com os recursos de equipamentos que a elite, seus filhos´tem do melhor,
    nas escolas particulares. ´E necessário mais respeito com as crianças indigenas que as mais sacrificadas, Sr Governador pague um salario digno aos professores indigenas de Olivença, nunca menos que o mínimo, uma vergonha para a Bahia tida como grande estado. As crianças merecem merenda digna, instalações aconchegantes, transporte com segurança e nunca em onibus caindo aos pedaços. Vamos fazer valer o discurso onde voces prometem boa educação, boa alimentação, mais saúde e melhor segurança, acredito nisso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here