Na cultura indígena, alguém vai mais além, dedica-se as tradições da tribo, uma relação com o Ser Supremo da Natureza. Ninguém da aldeia foi tão longe, no conhecimento da floresta, dos animais, dos fenômenos naturais,nas mainifestações espirituais na terra. A arte da cura de sua gente, osegredo das ervas medecinais, seus efeitos nos males, que aflinge os doentes. Esta pessoa vocacionada, na cura, adquire experiência,de dor e sofrimento do doente, só assim pode saber, como estar o enfermo. Durante sua atuação, nas atividades de cura ao longo dos anos, o Conselho Tribal, faz seu reconhecimento , a Comunidade aceita o novo chefe das tradições sagradas. O sobre-humano tornar-se Pajé, porque adquiriu um conhecimento do Ser Superior, que estar no mundo espiritual. O Pajé poder ser entendido como um Pai da Comunidade, todos são seus filhos, aconselha, cura, repreende-os quando erram, mas quer seu bem estar. O Pajé Francisco Queiroz Suíra 1912-1996, foi muito respeitado entre seu povo, é o símbolo de união entre Kariri e Xocó, fazia parte das duas etnias, juntamdo numa única Tribo Kariri-Xocó. Atualmente o nosso Pajé é Júlio Queroz Suíra seu filho, Chefe Espiritual dos Kariri-Xocó. Nhenety Kariri-Xocó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here