Após uma longa e cansativa viagem nós índios online chegamos a cidade do Tacacá, do jambu, e várias outras comidas típicas, Belém do Pará. Assim que chegamos iniciamos os trabalhos mas como ninguém é de ferro fomos logo provar os sabores paraenses.
Com muita coragem e curiosidade provamos o Açaí, Tacacá, Vatapá, Creme de Cupuaçu, Murici e muito mais uma verdadeira mistura de sabores.

Para nós essa experiência é muito interessante, pois é uma oportunidade de enchermos nossa bagagem cultural. Estamos hospedados na casa do sociólogo Alexandre Dias que é uma pessoa voltada a causa indígena e nos acolheu com muita alegria mas como em todos os lugares existem os dois lados da moeda também sofremos aqui com o preconceito. Numa cidade onde as raízes indígenas são tão presentes, Indianara Kaiowá e Graciela Ñandeva foram reprimidas ao falar sobre o assunto indígena por um taxista incoveniente e mal informado. Mas nem mesmo esses pequenos problemas diminuem o brilho e a importância de estarmos aqui somando forças para que o projeto dê os frutos desejados.

A possibilidade de nos conhecermos pessoalmente é um ponto positivo da nossa oficina.
Aprendemos também um pouco de francês:Bonju messie (Bonjour Mounsier),portunhol e muitos sotaques do nosso grande Brasil.

Sandra-Aracé Pankararu
Indianara Kaiowá
Graciela Guarani
Irembé Potiguara

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Com uma equipe tão competente ( Irembé , Indianara , Tainá, Alex , e todos os outros amigos ) tenho certeza que virá muitas novidades e coisas boas. Qto ao inconveniente sofrido pela amiga Indianara e pela Graziela , infelizmente ainda somos obrigados a conviver com esses incidentes sem perder a calma , o desconhecimento de grande parte da população referente ao assunto , “causa indígena” , aliada ao preconceito ainda existente , faz com que pessoas despreparadas deixem de aproveitar oportunidades únicas para reciclar seus conhecimentos , afinal como diz o ditado: ” Mas cego é aquele que não quer ver !!!”

  2. Detalhe : Os Taxistas de Belém , não generalizando , é que deveriam estar bem atualizados em eventos como este , onde participaram pessoas de diversos paises e culturas , para mostrarem as belezas da cidade e região e a diversidade cultural , mesmo porque o saber não ocupa espaço , e a cultura indígena sempre despertou grande interesse de estrangeiros . Lamentável , a atitude deste cidadão !!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here