Mudança é sempre com intenção de melhor, essa transferência de FUNASA para SESAI(Secretária Especial de Saúde Indigena), acredito que é para melhorá, pelo menos é o que diz a notas no portal do governo. Quem acompanha a politica de saúde indígena tem notado que no papel tudo é bonito mais na pratica não funciona adequadamente, por exemplo essa mudança tem se tornado um caos para os povos indígenas no momento. Quase tudo está parado em nossa região. Mais o meu comentário mesmo é com Relação a categoria dos AGENTES DE SAÚDE INDIGENA, que dando uma analisada nos valores apresentado pelo o governo de remuneração não é nada agradável e venho solicitar uma emenda para que melhore o pagamento para esse grupo que é uma peça tão importante no trabalho desenvolvido pela equipe da saúde (PSFI).
Segue a baixo o link divulgado no Diário Oficial da União sobre os valores pagos a equipe de saúde que vão prestar serviço para a comunidades indígenas desse país. Todas as categorias:médicos, odontólogos, enfermeiras, técnicos de enfermagem… tiveram aumento significativo, caso que chegou até se multiplicar comparado ao valor pago na gestão da FUNASA. Já os profissionais Agentes Indígenas de Saúde não teve nenhuma mudança significativa. Não saiu de um salário minimo. O que é agravante, pois esse profissionais não tem hora de trabalho, está diretamente na comunidade indígenas, trabalha mais que o normal e em sua maioria tem família grande, em minha aldeia por exemplo tem agente que tem mais de 5 filhos, e mesmo assim tem desse que ainda tira do seu pouco para ajudar em trabalhos da comunidade. Na realidade o que os agente ganham é insuficiente. Já a outra parte da equipe tiveram remuneração significativa, aonde a sua maioria não são índios e não moram na aldeia, não quero também dizer que o valor deles seja injusto, porém digo que é uma falta de respeito e discriminação com o índios, o valor pago aos agentes indígenas é que é uma grande injustiça. Tem estados que os valores variam para cada profissão, por exemplo na Bahia um médico vai ganhar 8.000 mil, no ACRE 12.000, já os Agentes indígena em todo território nacional vai ganhar 600,00 reais, não existe diferença nessa categoria.
O que chamo atenção aos parentes indígenas, lideranças que devemos nos manifestar e defender esse parente nosso que precisa de uma atenção mais adequada, no direito trabalhista. Aqui na Bahia, os funcionário públicos indígenas que prestam serviço na Saúde e educação até o presente momento não teve os seu direitos trabalhistas respeitados. Então aproveito a dizer que não se pode tratar esses membros da equipe de PSFI, de forma desumana. È um profissional que merecem ser bem gratificado pelos os seus serviços prestado, para que pelo menos possam garantir uma vida dignar de um trabalhador para a sua família. Talvez o governo quando se criou o SESAI, não quis refletir sobre a vida de um AGENTE DE SAÚDE INDÍGENA, MAS saiba que é a partir deles que é acompanhado as necessidades que precisa a comunidade indígenas na área da saúde. È preciso rever esse decretos e melhorar com dignidade o valor pargo a esses profissionais.
A Saúde dos povos indígenas não é diferente por privilégio, mas por necessidade e dificuldades de acesso aos serviço de saúde publicas que chega até ameaçar a sobrevivência da comunidades indígenas. Equipe satisfeita economicamente rende mais o serviço. Digo não como o dinheiro seja a solução, mais é o merecimento de um serviço prestado com amor. Desde que seja adquerido de forma justa e com dignidade é honra para um pai ou uma mãe de família Agente de Saúde.
Anexo link DOU:
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/decreto_7395_22_12_2010.pdf

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
A muito tempo lutando em prol do Povo indígena do qual faço parte, até ameaças de morte já recebi. Mas não me calo! pois os espíritos de meus antepassados está comigo. E a proteção de Tupã.

8 COMENTÁRIOS

  1. Pois é, nós povos indígenas é que sempre ficamos no prejuízo, até agora não vi nada de diferente, ou seja , de especial nessa tal SESAI- Secretária de Atenção Especial a saúde Indigena.È como eu ja falei, só mudou o nome os gestores continuam os mesmos, teria que mudar gestão, coordenação, ou seja teriamos que cobrar essa mudança, porque enquanto esses gestores ultrapassados estiverem a frente nós não sairemos do fundo do poço!

  2. É revoltante, todo cidadao tem direitos iguais, acho os indios deveriam tambem ter cargos de enfermeiros, doutores e administrativos e tambem receber o salario justo de acordo com a categoria.
    Espero q esse dia chegue para todos os indios! Boa Sorte!

  3. è triste ver que nossos gestores não se importam nem um pouco com a situação dos AIS, sabemos que esses funcionarios trabalham sem nenhum tipo de segurança, não tem direito a nada e ainda são humilhados por seus superiores, não tem um salário digno e nem dia nem dia nem hora pra o trabalho, nem sabado e nem domingo. somos trabalhadores do mais novo tipo de escravidão, que agora botaram um apelido de salário mínimo…minimo em tudo e nem somos reconhecidos como profissionais, mas somos cobrados e muitas vezes demitidos por nada.

  4. Caros parentes, todos nós sabemos e não concordamos com esse valor de salário proposto para os Ais e Aisans pois é um valor baixo e que não houve a devida correção,sou indígena do Ceará da etnia Tapeba e também sou Agente indígena de saneamento e Presidente de Conselho local.
    Como bem falaram as outras categorias tiveram um bom salário ,que no caso do nosso município,Caucaia, os tec. de enfermagem recebiam salários mínimos e pela Sesai passaram a receber 1.600 R$ chegando a triplicar os valores , sabemos que os profissionais de níveis técnicos é para ganhar um pouco melhor,mas não esquecendo dos Ais e Aisans que estão na base a qualquer dia e a qualquer, semana e finais de semana sendo questionado ou solicitado a toda hora.
    sembre falaram desta melhora e que nós Agentes pensamentamos em salários de um mínimo e meio,chegando a cerca de 950 R$ e nada avançou em relação a esses dois profissionais,mas que merecemos, pois somos dedicados, temos o ensino médio e passamos por uma formação,e que a pergunta é ! que formação é essa para ganhar salario mínimo. pois aqui garis sem formação nenhuma ganham mais que salário minimo. mas existe a possibilidade de melhoras,pois nos alegaram o recurso anual disponível e que no próximo ano haverá reajuste salaria para as categorias. Esperamos que sim.

  5. Muito bem amigos, somos indígenas trabalhadores que conhecem a verdade, o que acontece na comunidade Indígena, aquele ou aquela que trabalha como Agentes de Saúde Indígenas sabem o trabalho, mais próprio nosso autores que faz a demissão, sem de sabem a realidade da Comunidade…na comunidade Indígenas Existe Funcionários fantasma…

  6. Bom. interessante esse site.
    Porque como indígena de etnia kaingang, também me preocupo com esses profissionais, pois a maioria que atua não tem nem sequer ensino fundamental. E o SESAI deveria pensar em uma forma de qualificar esse trabalhador, através de cursos, palestras etc.
    Atualmente é exigido ensino médio até para atuar como zeladora, e como não para os AIS.

  7. Os doente principalmente os indios deficiente de cada aldeia do estado da Bahia, que ainda é esquecido pela a saúde e as secretarias do estados das três esferas do governos do Brasil, onde esta os dinheiros da nossa saúde para o os índios deficientes ao Senhores da SESAI e das secretaria do estado da Bahia? onde vcs esta coloca o nossos recuso para o nosso atendimento, tudo bem eu e o meus filho com muitos isames sem pode faz que os agentes de saúde fala que é pago, mais não temos dinheiro para ver os tipo de doenças que tem nas comunidades indígenas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here