UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO,Projeto de Extensão Museus Indígenas em Pernambuco

MUSEU ESCOLA POVO PANKARARU-ALDEIA DE BREJO DOS PADRES

CULTURA E ARTE INDÍGENA, LÍNGUAGENS E SIGNIFICADOS DA TRADIÇÃO

PARTICIPANTES : PROFESSORES, LIDERANÇAS, JOVENS E DEMAIS INTERESSADOS

DATA: 03 e 04 de novembro de 2012

OBJETIVO GERAL :

. Compartilhar conceitos da Museologia e conhecer as concepções e praticas de preservação , comunicação e pesquisa entre os povos indígenas no Estado de Pernambuco, através da realização de uma oficina que visa identificar aspectos da cadeia operatória da musealização e planejar os processos museológicos de forma participativa.

Foram abordados essa tema hoje dia 03 de novembro, Preservação , Pesquisa e Comunicação , onde fomos divididos em grupos para discutirmos cada um dos temas e depois apresentarmos ao grande grupo. Um trabalho muito interessante conseguimos captar bem a mensagem e aprender com a explicação.

Objetivos específicos :

. Mapear práticas e ações voltadas à memória, ao patrimônio e a gestão cultural realizadas entre os povos indígenas em Pernambuco;

. Identificar objetos, acervos, coleções, sítios históricos, sítios arqueológicos, patrimônio natural/ ambiental, saberes-fazeres, festas e celebrações, entre outros referencias e expressões locais significativas;

. Iniciar a formação de grupos locais voltados ao fortalecimento dos processos museológicos, em vistas à organização de uma rede indígena de iniciativas em museologia;

Os procedimentos metodológicos esta sendo apresentados debates a parti da utilização de imagens e objetos. Apresentação de conceitos da museologia e troca de experiencias visando a construção do conhecimento sobre a realidade local. Trabalho em grupos. Apresentação dos grupos. Sistematização dos elementos básicos para a elaboração dos diagnósticos museológicos.

Museu Escola Povo Pankararu, Coordenado e idealizado Pela Professora Maria Nazaré dos Santos

 

 

Patrícia Pankararu

Coordenadora da Rede Índiosonline

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Participar dessa oficina pra mim foi ótimo,pois aprendí coisa as quais não conhecia, as meninas lideraram o assunto com muita clareza, são super, hiper profissionais e conhecedoras como ninguém do assunto. Foi ótimo e muito produtivo.

  2. De 3 a 6 de novembro os Pankararu e Pataxó da Aldeia Cinta Vermelha Jundiba realizaram o primeiro encontro de pajés.Foi um momento importante de trocas de experiencia,de conhecimentos e de busca s para fortalecer o projeto de vida dos povos indígenas diante do avanço do projeto das monoculturas e da mineração.Todos que participaram,jovens e adultos receberam conselhos e a força espiritual dos pajés presentes.Todos os participantes levaram consigo a receita dos 3 chas do Pajé Pai da Mata para fortalecer a caminhada e a luta :Paciencia,Experiencia e Esperança na vitoria dos povos !
    “-Problemas teremos,os antepassados tiveram,os guerreiros futuros vão ter.Mas sabemos que não podemos parar”

    Abraço para todos !

    Geralda

  3. Parabéns pelo empenho do pessoal do Museu-Escola na oficina de diagnóstico museológico e também no I Encontro de Museus Indígenas em pernambuco.
    Foi fundamental a presença ativa de vocês nesses processos.
    Esperamos que possamos continuar caminhando juntos…
    Abração!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here