Nesta quinta-feira dia 14 de julho de 2011, foi realizada na Escola Estadual Indigena Pajé Francisco Queiroz Suira mais uma atividade do Ponto de Cultura Horizonte Circular. A Oficina desta semana foi Cerâmica Panela de Barro, com a ceramista Maria Amália Santos Pires, através da proponente Associação Comunitaria Indigena Bonsucesso Kariri-Xocó. A Panela de Barro é muito utilizada pelos Kariri-Xocós desde os tempos mais remotos, tem nesta arte expressa em objetos da cozinha indigena. Na ladeira da Lagoa Grande fica a fonte da argila vermelha, própria para a confecção da panela de barro, difere um pouco da argila de ” pote de barro “, pela cor e textura e resistência da matéria prima. O barro de panela é mais forte que o barro de pote, sendo que o primeiro muito resistente ao fogo em altas temperatura, o segundo apenas ao vasilhame onde são guardado a água potável. Mostrando sobre a metodologia da confecção de panela de barro, a ceramista explicou que a peça é muito mais simples que o pote de água. Modelando o objeto da cerâmica utilitária, só apenas pega o ” bolo de barro ” acento começando fazer uma bola, abre um buraco e começa e modelar a peça até ficar com aparência de panela, dando acabamento rudimentar com a mão habilidosa da ceramista . A indigena Maria Amália contou também a história das ceramistas Kariri-Xocó viajavam pelo Baixo São Francisco para trocar pote, penelas e frigideiras com a população circunvizinhas dos povoados nos municipios de São Brás, Igreja Nova, Xinaré, Ipiranga, Traipú, Lagoa Comprida, Apreaca, Genipapo, Olho Dágua, em Alagoas. Em Sergipe na cidade de Propriá, Telha, Cedro de São João, Carrapicho ( Santana do São Francisco ), Canhoba, Gararu, etc. Finalizando o dia de hoje ficou muito legal a relação entre Escola Indigena Pajé Francisco Queiroz Suira e Ponto de Cultura Horizonte Circular com estas atividades culturais .

Coordenação do Ponto de Cultura
Horizonte Circular

http://horicular.blogspot.com/2011/07/oficina-de-ceramica-panela-de-barro.html

 

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. muito bom essa oficina,mostra que nós indios nunca vamos deixar nossa cultara de lado, os mais velhos vão incinando o que sabe para os mais jovens, vamos continuar assim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here