Nos dia seis a nove de, novembro de 2007, foi realizada na aldeia um curso proficionalizante de fármacia viva,oferecido pelo Serviso Nacional de Aprendizagem e Rural de Penedo al.Esse curso nós vez percebe, a importância que tém as ervas medicinais,e para facilitar no mercado de trabolho.Hoje nada é de graça,precisa ser capaz para poder ter algo,a professora encarregada do curso foi muito prestativa com os indios, ela nós ensinou coisas muito importante, para que as ervas servia e também para gual doênça ela era adeguada.foi muito interesante nos colheciamos algumas ervas e sabiamos para que servia,e não era para curar só uma doênça era pra curar várias doênça, mas a professora nós fez entnder que nem toda erva podemos tomar, podemos conzinha raiz, já as plantas que são as folhas não podemos conzinhar,isso aconteceu no primeiro dia.No segundo e no terceiro dia fomos para pratica, fizemos xárope para combater a anêmia,pomada para dor,comprimidos e geleia para combater as verminose. Já no utimo dia ficamos muito felizes com, a presença do Cordenado do sena ele, se comprometeu trazer, mais alguns curso para aldeia, e nós vez colocar no papel o nome dos curso que costariamos de ter na aldeia.os curso que pedimos foram o complemento de fármacia viva, corte e custura e outros. Eu e todos os meus irmãos fiquemos muito feliz, por tar aprendido um pouco mais do que já, sabiamos sobre as ervas medicinais e sua importância para sociedade, tenho muito que agradecer também a uma pessoa especial que é Talita ela é a pessoa que touse o curso para a,aldeia, uma amiga que trabalha em Porto Real do Colégio, no Caps, que nós ajudou bastante e a Carlos Suira que aponhou o trabalho do sena na aldeia.

Altora:Maria Elinaura S. Santos (kayane: kariri-xocó)

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. é bacana ter essas atividades que possa ajudar os indios a melhorar de vida e também preparar para um bom enprego.
    parabens!

  2. MUITO BOM O RESGATE DO CONHECIMENTO DAS ERVAS, AQUELA MARAVILHA QUE OS NOSSOS ANCESTRAIS CONHECIAM E QUE FOI SE PERDENDO E VENDIDO PARA A INDUSTRIA RETORNAR COMO REMÉDIOS DE PREÇOS INACESSÍVEIS. O CONHECIMENTO É A ARMA PRINCIPAL DE LIBERTAÇÃO. DE CONSTRUÇÃO DA AUTONOMIA, DE RECONQUISTA REAL DA LIBERDADE DE SER E EXISTIR.
    NA ALDEIA FORTE, BAÍA DA TRAIÇÃO, AS CRIANÇAS COM DOIS EDUCADORES CONSEGUIRAM EM UM MÊS COMEÇAR UMA HORTA DE PLANTAS MEDICINAIS. AGORA A LUTA É MANTER A HORTA VIVA, E PROMOVER ALGUNS CURSOS PARA FORTALECER ESTA CONSCIENCIA E VALORIZAR O CONHECIMENTO ANCESTRAL SOBRE A VIDA.
    A TODOS OS PARENTES, PARABÉNS, VAMOS A LUTA!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here