Há pouco tempo atrás, o Povo Pankararu vem introduzindo uma variedade de produtos industrializados na sua alimentação, mudando seus hábitos alimentares. Em razão da ampla industrialização que se expande rapidamente chegando a lugares, que antes não se imaginava. Hoje a demanda de produtos industriais, introduzidos na alimentação Pankararu tem uma aceitação grande, porém devem-se tomar as devidas precauções com os malefícios que podem causar a saúde. Além da diminuição no consumo de produtos naturais, do próprio lugar e da comida de antigamente.
O índio que sobrevivia da caça, pesca, e do trabalho da roça, para adquiri seu sustento, tendo uma variedade alimentar, como: beju, munguzar, quixiba, morocodô, imbuzada, quibebo, pirão de cabeça de boi e de outras caças típicas da região, etc. Hoje os mesmos fazem isso, só que com menos freqüência, e utilizando mais um supermercado.

Sandra Monteiro (sandrapank)
Sandra_monteiropank@yahoo.com.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Sandra, parabéns pela matéria…ficou linda e antes de tudo, informativa.
    Escreve sempre, adoro ler suas matérias!!!!
    Bjus e mt paz!!!!

  2. É muito bom sandra saber que existe pessoas que se preucupa, com a alimentação do nosso povo.quando eramos pequenos que comiamos as comidas tradicionais dos nossos avós era boa e gostosa. por ex; peixe assado na folha da patioba, o beijú assado no burrai (na cinza), porco, cateto, caitetu, macaco (guatá e bugio) tudo isso quando era criança tive o direito de participar e ajudar a pescar e caçar juntos com os parentes.
    Hoje é diferente a alimentação industrial cheio de quimicass e conservantes, está acabando com a saúde do nosso povo, as nossas crianças com os dentes cariados com os doces que o branco invetou, como balas doce, chicletes, chocolats .etc…
    E sei falar dos poblemas de verminose que bate recordes dentros das comunidades indigenas pricipalmente nós do nodeste. Falado de saúde a FUNASA está uma vergonha o numero de óbtos dentro das comunidades indigenas almentaram muito, os nossos representantes indigenas não estão sabendo usar o poder que tem de cobrar da funasa uma saúde dgna para o nosso povo, por que a FUNASA, sabe usar o indio e acaba fazendo o que eles querem já vi muitos exenplo. Vamos mudar de assunto por que quando falo de FUNASA já fico nervoso. Sandra gostei da ideia de mudar a alimentação do seu povo e é bom que serve de exemplos p/ outroS povos, eu vou passar para os meus parentes esta ideia e conto com vc para mandar mais ideias desta natureza, e outras que tenha haver com nosco,fico por aqui.

    UM ABRAÇO DO PATAXÓ JOVANILDO TITIÀ

  3. Sandra, Jovanildo…
    Suas ideias sao tambem as minhas.
    Quando tudo era natural a Saude era melhor…. A FUNSA quer ter os indiendios dependentes, drogados… Sem crescer…perdendo sua cultura…
    Bora resgatar e fortalecer os alimentos naturais… Bora fazer da Natureza o melhor Supermercado, a melhor Farmacia…a garantia da Segurança Alimentar a prevencao de todas as doenças…o carimbo da Saude..a Bandeira da VIDA!

    Bora reflorestar….repensar os habitos alimentares….Parar de tanta pilula…de tanto doutor de branco..de tanto exame… e pensar lá na frente!!!1 Numa vida com autonomia e independencia…Saudavel, Natural e cheia de alegrias!!!

    Parabens para voces…vamos girar essas ideias….contagiarnos com o que é positivo!! Valeu

  4. otima materia, acho que nos teveriamos volta a da valor
    a nossas comidas de antigamente,não que a de hoje seja rui,
    mas sim porque a de amtigamente era mais saldavel.
    parabens sandra cotinui sempre assim.

  5. koko ne pe te foo no ne que feredo gote plaa fade CODEMO BERRINHE ticonamba xirimbabo E NinfA bett fakk jo ne fo to carara acaraje jojo bebor Xatiuu

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here