OS IX JOGOS NACIONAIS INDÍGENAS estão chegando ao fim, ontem (30/11/07), penúltimo dia do evento tivemos grandes apresentações.
Começamos o dia assistindo a final no futebol feminino entre as Pataxó e as Bororo; sempre um jogo de muitas emoções, onde as Pataxó ganharam a partida e como de costume, fizeram seu ritual para celebrar a vitória e os jogos como um todo.
Os jogos reiniciaram a partir das 18:00hs, na arena em Olinda. O público lotou as arquibancadas e participou ativamente de tudo. No inicio da noite, contamos com a presença de alguns convidados, jogadores de vôlei da seleção brasileira, destacando Marcelo Negrão como centro das atenções do público. Houve grande entrosamento entre os eles e nossos parentes, posando para fotos e sendo bastante simpáticos com todos.

Durante a noite tivemos várias apresentações, entre elas o ritual do povo Assurini que foi muito bonito e chamou a atenção dos presentes.
Enquanto aconteciam os jogos na arena, outros parentes estavam vendendo seus artesanatos na praia. O fluxo de pessoas era intenso deixando-os contentes com as vendas.

Mas o momento mais esperado foi o do CABO DE FORÇA, sendo aguardado com expectativa e muito celebrado. Na final feminina contamos com as Xavante e as Tapirapé fazendo a festa da torcida; e dessa vez as Xavante mostraram mais força e levaram a melhor. Na final masculina não foi diferente, o público estava a mil por hora e a torcida era grande tornando a festa ainda mais bonita. Os povos de Pernambuco e os Kuikuro foram os responsáveis por tudo isso, foi uma disputa acirrada onde os Povos de Pernambuco venceram, levando sua torcida ao delírio! A noite estava linda, e foi fechada com chave de ouro pelos parentes pernambucanos ao som do toante Pankararu cantado por Atiã, com todos dançando juntos no meio da arena.
O encerramento foi perfeito, já que Pernambuco foi o anfitrião deste grandioso evento!

Equipe: Alex Pankararu
Luana Bárbara Pankararu
Anapuaka Pataxó Hãhãhãe
Irembé Potiguara
Jaborandy Tupinambá

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Sou professor de historia ja fazem 31 anos e sou fiel aos indios e sempre expliquei para meus alunos a verdade . Um dia ouvi um indio implorando na televisao que aquele mestre branco que desconhece o que é ser indio, por favor saltem este capitulo do livro, mas não ensinem errado sobre para os alunos brancos.Durante 31 anos estudei muito sobre estes nossos irmãos ,gravei centenas de videos egraças a deus cumpri o pedido daquele irmão-indio.EU só desejava que as emissoras de tv exibissem todos os anos os Jogos Indigenas,para que todo o brasil pudesse ver.Desejaria manter contato de amizade com vocês, sou casado e tenho dois filhos.Um abraço de seu irmâo branco,.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here