Tem branco que gosta da gente e tem outros que nao. Tem fazendeiros que querem nos prejudicar. Em fevereiro , agora 2001, nosso mato pegou fogo, eu não sei se foram os branco que botaram fogo, sei que o fogo veio de fora, do cercado deles.

O mato estava queimando, nosso oricuri estava pegando fogo, muito. Tudo mundo caiu dentro, era mulher, era homem, era menino, pegando água, com ramas mas não apagava.

Era muita reza, porque nos temos nossa religião, então muitos homens entraram no fogo, dentro mesmo, também meninos entraram. Sairam pretos como carvão, pingando suor, muito cansado mas apagarão o fogo. Eu não posso dizer muito, nao posso lhes dizer como, porque é nosso secreto, mas eles entraram dentro mesmo e apagaram porque Deus é bom.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. muito entereçante este testemunho do fogo, já anconteceu algo parecido em nossa comunidade e q meu avô entrou lá e apagou eu era criança e pensei q meu avô iria morrer,mas o q faz isto tudo acontecer e a fé q nos temos em tupã.muita coragem para vcs.

  2. Achei essa página por acaso pesquisando coisa sobre o sabão de juá, bom mas vou me apresentando.
    Sou Eduardo, sou mineiro de Belo Horizonte, sou por nossa terra como vocês, faço parte de uma Brigada de Incêndio voluntária, apagamos fogo apenas em matas e florestas. Acho que se tiverem comunidades em Minas Gerais que precisem de nossa ajuda temos muita vontade em ajudar.
    Não sei se onde conseguir informações sobre as áreas indígenas em Minas, mas me coloco a disposição.

    Abraços

  3. OI ESSA HISTORIA DE FOGO JA ESTA DEMAIS DA CONTA , SOU BRIGADISTA VOLUN. NA CHAPADA DIAMANTINA E GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE O EDUARDO OU OUTROS BRIGADISTAS VOLUN. POR QUE A UNIAO FAZ A FORÇA ! OBRIGADO ESPERO RETORNO . QUE ESTEJAMOS EM DEUS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here