O Cruzeiro da Cara, como é conhecido por alguns índios, tem sua importância para nós Pankararu, trata-se de uma cruz que fica no alto de uma serra, e recebeu esse nome porque tem uma escultura parecida com um rosto, mas isso não é tudo, lá tem um grande valor religioso, pois é um dos lugares mais visitados pelos Penitentes Pankararu (pessoas que se privam de algumas necessidades e se castigam durante a Quaresma).

A história do seu surgimento do Cruzeiro é muito interessante e bonita, segundo o depoimento da índia D. Maria Antônia de Jesus, conhecida em sua comunidade como Dindinha, de 82 anos, a índia nos conta como surgiu o Cruzeiro, : “Antigamente o Cruzeiro era apenas uma roça, onde trabalhava o índio Manoel Vieira que hoje é falecido, (ele tinha um rancho no local, onde guardava as suas ferramentas de trabalho), até que o índio, José Barbosa, também falecido, teve a idéia de colocar uma cruz no local, para que pudesse ser vista de longe (a serra do Cruzeiro é o ponto mais alto de nossa povo) e (cartão postal para quem visita brejo dos Padres);, daí então os penitentes, que antes faziam suas orações nas cruzes, que encontravam à beira da estrada, passaram a visitar o local com mais freqüência para fazer as suas orações, então até os dias de hoje existe essa tradição. ’’
Hoje o Cruzeiro é muito conhecido por todos que moram em Pankararu, e também é citado em músicas por artistas da terra.
Mas o conhecimento maior é devido ao fato, de fazermos uma visita no Domingo de Ramos, onde formamos uma grande procissão (homens, mulheres e crianças) e seguimos até o Cruzeiro para fazermos uma oração, em agradecimento pela Páscoa.
Além desses valores que o Cruzeiro tem para nós, é também um dos pontos mais bonitos da nossa Aldeia.

Ronaldo José dos Santos
ronaldpank@yahoo.com.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here