Verificando a organização Social e Política Tribal, percebemos que a posição do indivíduo no mundo cultural indígena segue um processo hierarquizado de valores no campo humano.

CRIANÇA:
Ao nascer, a criança pertence à primeira categoria social da comunidade, onde seguirá até aproximadamente os 5 anos de idade sendo educada pelos mais velhos. Nesta fase conhecerão os segredos dos insetos, dos arredores da aldeia, conhecimentos artesanais com os pais, histórias da formação da tribo.

MENINO:
Depois chega a segunda fase, dos 5 aos 10 anos, é quando aprenderá a aplicação dos conhecimentos na prática, nas artes disponíveis na sua cultura. Começa a fabricar o primeiro arco, instrumento principal de sobrevivência, além de outros objetos: flechas, brincos, cestas, etc.

ADOLESCENTE:
A adolescência vai dos 10 aos 18 anos, tempo suficiente para trilhar os conhecimentos internos da tribo: história, lendas, mitos, código social, brincadeiras, roça, músicas, cantos, danças, etc.

ARQUEIRO:
O jovem será considerado um arqueiro, quando dominar as emoções e agir pela razão do conhecimento adquirido, terá então uma posição na vida social, será um agente da cultura, um membro do corpo coletivo tribal.
O Arqueiro tem uma tendência a ser um Guerreiro, um defensor do seu povo.

GUERREIRO:
Luta pela sobrevivência de seu povo, mostra as soluções dos problemas e ajuda a resolve-os junto à sociedade a qual pertence.
O Arqueiro só terá êxito na sua missão, se for preparado, formado e capacitado para realizar ações conhecendo o interno do seu povo. Tem vezes que deverá também saber como buscar no exterior, com outros povos, a união de força para resolver um problema que seja global.
Os povos se unem por afinidade, na dor e no amor, em problemas, resoluções, na paz, harmonia, construindo, organizando, articulando, as partes do mundo que vem evoluindo. Como por exemplo aqui, no ARCO DIGITAL.

Ser um Arqueiro é saber direcionar a flecha (conhecimento, ação, projeto etc.) no ponto certo, para solucionar o problema.
Atirar uma flecha não é causar um problema, mas solucionar uma carência, desenvolver, progredir, criar o melhor para todos.

FORMAÇÃO DOS ARQUEIROS

Nossos guerreiros antigos, primeiro aprendiam com seus pais, avós e pessoas da comunidade, todos os conhecimentos necessários a sua formação de acordo com a vocação almejada. Se por acaso o jovem queria ser um caçador, ele teria de perfazer um círculo de tempo aprendendo com todos os caçadores disponíveis da tribo. O futuro caçador nunca poderia desempenhar uma caçada sem antes passar por esse tempo educativo tradicional. Quando esse ciclo de aprendizagem se completava, era quando o jovem passaria para a fase adulta. Ele estava pronto para fazer a caçada junto com os outros arqueiros.
Todos nós que participamos desse projeto coletivo do ARCO, constituímos uma Comunidade Inter-étnica. O sucesso do projeto local de cada comunidade indígena vai depender do esforço de cada um, ter dados concretos da realidade do seu povo para soluções dos problemas, em nossas aldeias. Para complementar esse ciclo digital, faremos várias incursões na internet, para completar nosso aprendizado e ir aos lugares onde estar à caça (financiadores de projetos).
Nhenety Guardião da Tradição.
Nhenety Kariri-Xocó
————————————

Aqui no ARCO DIGITAL, estamos todos nos qualificando para sermos melhores guerreiros. APRENDENDO OS UNS COM OS OUTROS.
O CURSO ARCO DIGITAL se propõe compartilhar nossas experiências do caminhar. Passando-nos as dicas de como melhor preparar as flechas (os projetos) e de como melhor lança-las (buscar o financiamento).

Em breve abriremos uma página especial: “Projetos”, lá a THYDEWAS colocará alguns materiais de alguns projetos que foram executados, e desde já solicitamos a todos os que já participaram de algum tipo de projeto, que se possível for, vão preparando materiais para poder compartilhar a experiência. Especialmente, através dos cadernos de cada arqueiro, e dessa pagina que virá, que convidamos a cada índio ir escolhendo o problema que ele buscará atenuar ou resolver… Cada um de vocês tem que ir visualizando seus alvos, ir pesquisando e refletindo sobre as problemáticas de sua comunidade e ir sonhando com as possibilidades de soltar uma flecha para melhorar essa situação.

Alguns atirarão a flecha para Educação, outros para Saúde, outros para Sustentabilidade ou contra a violência e o preconceito… Alguns atirarão varias flechas ou uma flecha em varias direções. O grupo e a THYDEWAS estará junto, para nos dar conhecimento e esperteza para fazer as flechas (projetos) e força para lançá-las (encaminhar o projeto).

Sebastian

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Prezados:

    Concordo plenamente! Todo SER existente, tem seu processo evolutivo, e todas as etapas deverão serem cumpridas, o não cumprimento natural de uma dessas etapas implicará em um indíviduo sem norte, sem objetivos concretos necessários para sua afirmação.
    Essa resposta, podemos verificar através de exemplos naturais proporcionados pela Mãe Natureza. Vejamos, como exemplo, uma planta em todos os seus estágios, até tornar-se uma árvore bela, forte, e produtiva. Uma planta, para atingir o seu mais alto grau de produtividade, é necessário ser germinada em terreno propício, onde suas raízes possam ser profundas, e possa receber todos os nutrientes necessários para sua sobrevivência.
    Não é diferente com o homem, nós também precisamos de um ambiente rico de elementos necessários para nos tornar cidadãos conscientes das nossas responsabilidades, como Povo, ou grupo.
    Se faz, absolutamente necessário, que o homem perceba de fato seu real papel como parte nesse grande projeto “Planeta Terra”, que busque todos os conhecimentos necessários, de forma lógica, sem distanciar das origens, para garantir sua perpetuação. Não podemos perder nossa essência humana, a consciência de que todos somos irmãos!

  2. Concerteza, o aprendizado em grupo será algo muito novo para cada um de nós,mas vamos dia após dia aprendendo a compartilhar nossos saberes avendo assim uma evolução conjunta.
    Juntos criaremos soluções para determinada situaçõa ocorridas em cada povoados sem sairmos das nossas “creças e objetivos”,a luta não é só minha muito menos sua é nossa é de cada um que se preocupa com seu povo .Somos fortes, criativos e cheios de propostas que trazem um bem estar a todos é por isso que cada um deve deixar suas ideias,propostas e projetos vamos esticar esse arco juntos botar um sonho de liberdade a mil.
    TODOS NÒS podemos,basta acereditarmos que somos capazes!!!!!

    FORÇA JUNTOS SOMOS CAPAZES DE VENCER QUALQUER OBSTÁCULOS COMENTEM CADA MATÉRIA DEIXADA POR SEUS PARENTES E COLEGAS,E CLARO DEIXE SEMPRE SUA OPNIÃO ELA É MUITO EMPORTANTE PARA NÓS.
    “EI! LEMBRE-SE VC É UM VENCEDOR (a)!!!!!!!!!!!

    LIAN!!!

  3. Para concretizaçãodas ações,pela necessidade dos povos,devemos transformar as propostas das soluções dos problemas em projetos.Tudo pode ser projeto, até mesmo uma educação indígena diferenciada requer “Projeto Político Pedagógico”.Fazer uma mobilização pela conquista da terra,necessita de planejamento,organização dos participantes,orçamento,articulação das forças, para compor a luta.Qual é a lei que esta luta estar se baseando para buscar seus direitos,que ordem jurídica os apoiam? Para fazer uma festa anual da cultura local, todos os membros da comunidade, participam do projeto doando algo,até mesmo exercer uma atividade na ação é uma forma de doação.Portanto o projeto é um conjunto de atividades seguindo cronograma para sua realização.Com este curso do Arco Digital vamos aprender transformar nossas idéias, em projetos que atendam a comunidade, segundo a ordem social interna de cada tribo.abraços Nhenety.

  4. Para concretizaçãodas ações,pela necessidade dos povos,devemos transformar as propostas das soluções dos problemas em projetos.Tudo pode ser projeto, até mesmo uma educação indígena diferenciada requer “Projeto Político Pedagógico”.Fazer uma mobilização pela conquista da terra,necessita de planejamento,organização dos participantes,orçamento,articulação das forças, para compor a luta.Qual é a lei que esta luta estar se baseando para buscar seus direitos,que ordem jurídica os apoiam? Para fazer uma festa anual da cultura local, todos os membros da comunidade, participam do projeto doando algo,até mesmo exercer uma atividade na ação é uma forma de doação.Portanto o projeto é um conjunto de atividades seguindo cronograma para sua realização.Com este curso do Arco Digital vamos aprender transformar nossas idéias, em projetos que atendam a comunidade, segundo a ordem social interna de cada tribo.abraços Nhenety.

  5. Concerteza todo o apredizado que nos indigenas vamos adiquirir durante o curso servirá para nós mostras proprosta para solucionar os problemas de nossas comunidade para tentar alcançar nos objetivos ,vamos todos que estão envolvido aproveitar o maximo a oportunidade que nossos antepassados não tiveram vamos a luta e aproveita os espaço que nos foi concedido graças a tupã.

    inucenciokaririxoco!!!!!!!!!!!!!!

  6. concordo plenamente pois o aprendizado vamos busca grupo que será importante ,muito novo cada um de nós dia após diade aprendemos tudo ser existente processo evoluindotodas as sua estapas deverão serem compridas ,compartilhanda em conjuto.
    A creças os objetivo é luta é não se está pessoa melho de cada um que se preocupa como sue povo,seremos forte ciativo com muitas proposta varias ideias para cada um de nós .
    ACEREDETAMOS que somos capazes de luta por todos nós!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. concerteza essa opotunidade é muito valiosa por que através do arco podemos ajudar nossa aldeia de qualquer forma para isso temos uma arma muito poderosa que é o computador com ele aprendemos discutimos
    e é claro compartilhamos ums com os outros os problemas de nossas aldeias coisa que nossos antepassados não teve eles tinham praticamente que aprenderem pois bem arqueiros vamos aproveita o maximo o curso por que no futuro bem proximo ele séra util para nós
    e cada passo que damos no arco nós aprendemos mais ainda vamos a luta nunca dexitiremos em lutar por um futuro melhor para nossa aldeia.

  8. concordo com todos os parentes acima…
    juntos e unidos estamos no arco para discutir ,aprender ,ensinar, analisar, para que possamos mostrar o melhor para nossa aldeia, porque atraves do arco expandiremos nosso conhecimento e compartinhando nao somente para a nossa aldeia mas tambem a outros povos que necessitarem da nossa ajuda.
    vamos em frente guerreiros…………..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here