Um país constituído de pessoas conscientes, das potencialidades de sua localidade, e de sua região, de seu poder de transformar a realidade. Pessoas que participem de maneira engajada na vida de suas comunidades, de organizações sociais, profissionais, culturais, artísticas, ou religiosas, na luta por direitos fundamentais, assegurar as comunidades indígenas, as suas seguranças físicas e matériais (também assegurar as comunidades indígenas a uma educação especifica, diferenciada e de qualidade.)
Queremos um país soberano, que valorizar o poder popular, a auto-determinaçao dos povos, a solidariedade, a generosidade, a lealdade, a justiça, a igualdade. (A divulgação das culturas populares).
Um país que reconhece, valoriza -se enriquecem com suas comunidades tradicionais, povos indígenas, comunidades afro-brasileiros remanescentes de quilombos e que garante a essas comunidades, através da homologação, o direito ao território com autonomia econômica, política e cultural. Respeitando a especificidade de cada povos, sendo que promover a educação bilíngüe nas comunidades indígenas contribuindo com a diversidades cultural, e das que foram excluídas.
Um país que desenvolvem, entre os paises da América Latina, a integração das línguas predominantes (Português e Espanhol). Enquanto a possibilidade de intercambio e constituição de identidade e Latino e Americana. Em princípio não correspondente às necessidades das comunidades indígenas.
Um país que assume sua dívida históricas, com as pessoas e comunidades negras, que atende a luta ante-racista que é parte de um projeto estratégico de emancipação nacional, a luta ante-racista se entrelaça com o reconhecimento das propostas históricas da população negra por um Brasil melhor para todos, e toda sua contribuição cultural e política. E vai além da necessária, mais limitada, postura contra a injustiça sócio-raciais. “Dos povos indígenas”
Promover políticas educacionais que favoreçam o fim das discrimação e do racismo e possibilitar condições afetivas para igualdade de oportunidades, e de valorização de suas culturas e do trabalho com igualdade de remuneração. Garantir o ensino da história, e da cultura afro-brasileira e na educação básica, garantir que seja comprido a constituição federal, no que diz respeito à criminalização do racismo, e uma alternativa a sua punição, ou com penas que providêncie as pessoas pesadas , um país acentado sobre a igualdade entre homens e mulheres, e deve expressa-se em todas as relação sociais, econômicas,culturais e políticas. Promover a igualdade na renumeração pelos trabalhos realizados por mulheres e homens.valorizar o salário mínimo e garantir os direitos das trabalhadoras domésticas, assim como aposentadoria, e donas de casas de baixa renda.Combater qualquer forma de mercantilizaçao do corpo da mulher, o turismo sexual efetiva para elimina todos o tipo de violência contra a mulher, incluído a violência doméstica, e que seja constituído um trabalho de auto sustentabilidade.
Um pais que cria condições efetivas, de participação da população jovem, na construção da sociedade nova.
Promover políticas que proporcione o desenvolvimento da potencialidade de jovens como a criação de oportunidade de trabalhos com todos os direitos sociais garantidos, o livre a acesso do conhecimento destinados os recursos necessários.
E respeita a diversidade cultural desses jovens um pais que garante educação e a saúde pública gratuita para todos e que erradica o analfabetismo mais sendo profissionais com compromisso para adquire um atendimento de qualidade.
Um país que retoma os investimentos e políticas públicas sociais com revisão da política efetivada dos últimos anos de redução dos recursos para a assistente social, que comprometeu a manutenção de vários programas previsto na lei orgânica do assistência social sobre a luta a favor das crianças adolescentes dos deficientes físicos dos negros das mulheres dos indios.E que crie o órgão competente com pessoas que realmente conheçam as necessidade das classe sociais.Um pais que promete medidas eficazes para prevenção da deficiência para a veabilitação e a equalização dos objetivos de igualdades e participação plena das pessoas com deficiência na vida social e no desenvolvimento.

Raulive L dos Santos

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Poxa, nem tenho mais o que dizer. Faço minhas as palavras de Jaorish, tbm sou uma guerreira nesta luta e estou de mãos dadas com o pvo Pankararu.

  2. Sou eu, Juliani
    Quero um mundo inteiro assim e não só um país…não podemos esquecer q não somos uma ilha e q temos q interagir com todos…infelizmente não é só o nosso país q está nesta situação…O MUNDO INTEIRO ESTÁ NA MISÉRIA!

    Amei o q vc escreveu e acho q poderíamos fazer um chat com este tema…o q vc acha…

    Beijos

  3. bem; eu quero um brasil melhor.
    sem escandalos politicos,sem briga principalmente!
    o BRASIL PODE MELHORAR, e só pensar positivo.DIZER que o nosso pais tem capacidade de melhorar cada vez mais.
    valeuuUu…

  4. nossa!!!!!!! vc está de parabens,é verdade chega de tanta miseria ,analfabetismo,corrupção e etc. nós brasileiros temos que
    fazer algo p/ melhorar o nosso brasil.

  5. Ótima cola para u meu trabalho de Geografia.. :B

    hehehe..

    era pra mim fazer cum as minhas palavras,mais ja q tem aki é bom!

    Bjuu

  6. A LUTA POR UM BRASIL MELHOR DEVE SER INSISTENTE, POIS TODOS SOMOS IGUAIS PERANTE A UMA LEI
    PARABENS À VCS PORQUE ASSIM PODEMOS NÃO SOMENTE SONHAR POR UM BRASIL MELHOR, MAS TORNAR-LO REALIDADE
    E TAMBÉM MUDAR A REALIDADE DE ESTUDO DE NOSSOS JOVENS (EDUARDA)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here