No dia 17 deste mês nos indígenas Pankararu fomos convidados para fazer uma apresentação em uma Escola (Casarão) para crianças e adultos, logo na chegada as crianças estavam muito tímidas e com olhares de estranheza quando nos viram, mais de repente de uma hora para outra, todos ficaram querendo sair da sala pra nos ver.

Os alunos nos olharam com estranheza porque eles pensaram que agente já ia chega na escola todos pintados.Depois a professora pediu para todos os alunos se reunirem no pátio da escola, para começar a apresentação da nossa cultura, dava pra ver no rosto desses alunos a ansiedade de nossa apresentação.
Pois antes Presidente Dimas Nascimento da Ong. Ação Cultural indígena Pankararu, o qual estava nos representando, fez uma pequena apresentação do nosso contexto histórico desde as primeiras migrações de Pernambuco para São Paulo até a vida que levamos hoje aqui na cidade grande chamada São Paulo.

Ficamos surpresos e felizes quando os alunos começaram a fazer várias perguntas, como: Onde vocês moram? Sempre usam roupas? Como é sua aldeia? Como vivem? Já sofreram alguma discriminação?
Então começamos a responder, vivemos como as outras pessoas que moram na cidade, trabalhando muito, para sobreviver.
A respeito da discriminação, já passamos por isso, sempre tem algumas pessoas que não sabe o que diz, mais agente nem liga ignoramos e até mesmo colocamos o nosso ponto de vista a respeito dessas besteiras que falam e etc…
Percebemos que alguns alunos ainda tinham a visão dos nativos (nossos antepassados) que não usam roupas, observamos que ainda esse processo é contado por alguns professores nas escolas para esses alunos, com base no tal “descobrimento”. Respondemos como é a realidade que vive os povos indígenas hoje em suas comunidades, e nas cidades como o nosso dia-a-dia.
Como foi um dia muito rico de troca de experiências e informações o a hora passou rápido, e já estava na hora dos alunos irem embora.
Agente começou a apresentar nossa cultura, no começo nos apresentamos só nóis, depois os convidamos para participa do toré, eles foram todos animados começaram a dançar deu pra ver o quanto eles estavam alegre de estar com nós ali na que lá hora.
Fizemos outra apresentação depois para outra turma às 17h00, esses alunos também foram bastante participativos na apresentação, nos gostamos muito desse dia, foi muito boa e o traje ficou bonito.

No final da apresentação tiramos várias fotos com os alunos, inclusive uma situação que eu mais fiquei feliz neste espaço é ver o esforço e vontade de uma criança “cadeirante” dançando, mesmo na cadeira do jeito dela, percebemos a pureza desta criança a respeito dos povos indígenas. São crianças como essas que vemos que eles almejam um futuro melhor para as nações indígenas.

Quando deu a hora das crianças irem embora, percebemos que eles não queriam ir embora da escola para suas casas. Queriam ainda ficar junto com agente, mais já era tarde e só iríamos ficar até as 19h00 com elas, porque depois seria a apresentação para os adultos. Eu pensei que por se tratarmos o assunto povos indígenas com os adultos seria ser a melhor, mas me enganei, porque os adultos não se interessavam em fazer perguntas que cabia a nós responder.Por isso digo que as outras apresentações com a participação das crianças foram melhores, porque elas faziam perguntas de gente grande (Adultas).
Mais no geral foi muito bom, agradecemos aos alunos, professores e direção da escola. Enfim a agradecemos a todos que respeitam os povos indígenas, não só por nós, mais por todos enquanto seres humanos.

Marcos
marcoxwel.gmail.com

www.acaopankararu.blogspot.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. MUITO LINDA ESSA MATÈRIA
    eu sei muito bem o que essas crianças sentiram
    imagino…
    muita emoção mesmo!
    Um encontro com a CULTURA
    um encontro com suas próprias origens
    PARABÉNS

  2. indio terena, da regiao pantaneira, atualmente moro em brasilia.
    infelizmente o pobo brasileiro desconhece a realidade da cultura etnicos indigenas, acontece tambem nas universidades.
    passo essa informaçao porque vivencio isso, estudo na UnB, estou me graduando no curso de ciencias sociais, apçao na area de antropologia.

    eu sou funcionario do quadro da funai, mas quando discuto a politica indigenista sou 100% terena, defendo a politica indigena.

  3. indio terena, da regiao pantaneira, atualmente moro em brasilia.
    infelizmente o pobo brasileiro desconhece a realidade da cultura etnicos indigenas, acontece tambem nas universidades.
    passo essa informaçao porque vivencio isso, estudo na UnB, estou me graduando no curso de ciencias sociais, apçao na area de antropologia.

    eu sou funcionario do quadro da funai, mas quando discuto a politica indigenista sou 100% terena, defendo a politica indigena.

  4. boa tarde meu nome e gleydson de brito, estive em porto seguro em um congresso e fiquei conhecendo alguns indios e uma india me passou o imail mas nao estou conseguindo entrar em contato o nome dela é kauana muniz da tribo pataxo de pau brasil ( haha ) acho que e isto sou lider em minha comunidade sou cristao e fiquei interesao em conhecer a tribo de voces um abraço e espero noticias neste imail um grande abraço

  5. Olá
    Estou precisando de palavras com origem indígenas e seus significados que usamos para identificar animais, plantas,alimentos e elementos geográficos. Para fazer um trabalho escolar.
    Obrigada pela atenção
    Carla

  6. Eu acho que os indios deviam ser mais respeitados pelos demais, porque eles que são os donos na terra em que vivemos!

  7. Muito boa a matéria. Qdo eu era criança fiquei muito feliz qdo o meu pai disse q minha bisavó era índia. Nossa foi um orgulho p/ mim e tenho o prazer de dizer q sou bisneta de índio…amo este pove q a maioria sao tão discriminado e sabemos o qto ainda existem por estas matas a fora numa condiçao muito difícil. Assim como os escravos devemos muito a estes povos q/ sao de uma sabedoria natural q/ deveríamos darmos condiçoes a eles de mostrarem p/ nós a cultura natural de cura por exemplo e com isso eles crescerem p/ viverem em situaçoes melhores..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here