Nossa religião é indígena

Nossa religião é indígena. Nós passamos de pais para filhos, nós seguimos nossos costumes. Nós temos nossa cultura, nosso tratamento através de ervas, de guias, nós curamos com os Praiá, com o Toré, com Deus.

Eu fiz meu segundo grau no Rio de Janeiro, onde meu professor de filosofia falou: “O índio é considerado de menor porque é incapaz, tem a mente de uma criança de sete anos, tem a mente fechada”. Nós temos índios advogados, engenheiro agrônomo, com pós-graduação, tem estudante de medicina. Como antigamente os índios foram muito rebaixados, ficaram reprimidos de ensinar nosso idioma, hoje muita coisa está perdida. Antigamente o índio era mais tolo, acreditava nas autoridades. Éramos chamados de feiticeiros, de macumbeiros, de comedores de lagartas, de bicho, de coisa pobre.

Eu sou enfermeiro e cuido deste terreiro, tenho talento, recebo mensagens, faço minhas obrigações e aprendo.

… Tinha uma menina na Tapera que estava doidinha, ia ser internada. Eu falei com a doutora e pedi a ela 15 dias para eu cuidar da menina, dei minha palavra que se não desse certo eu mesmo a levaria. Três dias depois a menina estava curada…

… De outra vez chegou um homem que há três anos visitava médicos e gastava milhões. Diziam que era uma coceira incurável. Ele estava flechado e eu desmanchei, hoje ele é dono de um açougue e está bem.

José Alto

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here