Há 60 anos atraz nossos romeiros de Pankararu enfrentavam uma longa jornada ate juazeiro do norte, movidos pela fé juntava-se um grupo de 30(trinta pessoas) rumo a juazeiro para festa de padre Cícero ao longo de 7(Sete) á 8(Oito), dias, o grupo ia a PE, dormiam e fazia suas refeições e necessidades á beira da estrada.
Pequenas tendas eram armadas para que pudessem comer e descansar para que seguissem a viagem. A pesar de tanto sacrifício e desconforto o prazer de pagar uma promessa e ver padre Cícero trasfomava a jornada de uma semana em apenas um dia de fé e emoção.
Devido tanto sacrifício os romeiros nunca deixaram de seguir suas viagem a juazeiro, para festa de padre Cícero e pagar suas promessas.

Vagno Barros.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. parabéns vagno pela sua materia
    os Pankararu são muito religiosos
    e nessa materia você mostrou um pouco disso.
    parabén indios on-line Pankarau.

  2. Oi, Vagno
    O que acho lindo e importante, é q vcs sabem q o sincretismo religioso não deve interferir na preservação do que ainda resta de sua cultura.
    Fazer romaria é tradição de vários povos. Caminhar em sacrifício, caminhar para mostrar ao mundo a realidade em q vivemos, caminhar para reivindicar direitos e caminhar para fortalecer a fé em estar sempre juntos na luta por justiça social.
    Quisera q todos entendessem q um ritual religioso tem o seu valos quando mergulha na realidade de cada povo que o pratica.
    Salve a cultura indígena!
    Salve os Pankararu!
    Bjs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here