Dentro da concepção Pankararu, às vezes fico refletindo sobre os indígenas do passado, presente e futuro, ou seja, ontem, hoje e amanhã; Afinal o que é ser índio?
Talvez seja um indigente ou um nome qualquer apelidado pelos portugueses quando
Invadiram o nosso habitat, que deram o nome de Brasil. Aqui pra nós, o nome índio seria melhor que fosse atribuído à quadrilha de Pedro Álvares Cabral, foram eles que estavam perdidos e que seu destino era ir às Índias; Hoje na minha visão ser Pankararu não é ser simplismente indígena e sim herdeiro e guerreiro dos nossos remanescentes que sobreviveram no passado, que com a transformação, traição e ambição dos que vieram nos catequizar, chegamos onde estamos hoje; na miséria por onde os primeiros habitantes do Brasil passam hoje são discriminados, vivendo a mercê dos que se acham donos do poder e cada vez que baixamos o lombo, mais miseráveis se transformamos, então aqui pra nós: valeu apenas ensinar nossos rítimos , costumes, tradição, para os brancos ?

Cada vez que o dito cujo não índio, descobre nossos segredos, passam a ter interesse em Cultivar, melhorar, resgatar para depois negociar o nosso bem mais precioso que o divino pai eterno nos deu: (nosso saber; Onde tem dinheiro envolvido no meio, são capazes de venderem sua alma ao diabo, para se manterem, sem analisar o que será dos nossos filhos no futuro; hoje quantos Pankararu deixaram suas casas e foram morar próximo as cidades circunvizinhas à procura de melhoria para o sustento de sua família e são considerados como índios desaldeados? Enquanto isso vende e troca carteira, registro e declaração para o não índio e não vêem que eles são desaldeados, isso implica que as verbas destinadas para manter o índio vivo, acabam sendo desviado para as mãos dos índio fabricado a custa dos interesses dos irresponsáveis. Enquanto isso o filho da terra guerreiro legitimo tem seus direitos negados.

Será que algum funcionário público que recebe salário para prestar serviços aos indígenas gostaria de ter seus direitos caçados pelo excesso de poder?
No mundo em que vivemos as classes sociais ainda existem: classe alta representada por uma águia, classe média representada por um papagaio e a classe baixa representada por um urubu, entendam como quiserem, então meus caríssimos irmãos, até quando iremos ser pisados, por uma elite que vive usando e abusando dos nossos direitos que sempre foram tortos?

 Coragem Irmãos…
 Miguel pankararu
 Miguelpankararu @ hotmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu acredito que os não-índios não suportam nos ver em posição privilegiada,pois estamos lutando para termos nossa própria autonomia.Para não vivermos a mercê desses que se acham donos do poder.Vamos mostrar para eles que somos capazes,ao contrario do que eles pensam!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here