O curso terá duração de seis meses e está sendo realizado pela DIGINITATIS-Assessoria Técnica Popular. Apoiado pelo Governo Federal através da SEPPIR (Secretaria Especial de Politicas de Promoção da Igualdade Racial), em parceria com a Universidade Federal da Paraiba (UFPB) e dos movimentos Indígenas e Quilombolas.
O termo MOJUBÁ, significa ‘saudação ou própia saudação’ retirada das religiões de matrizes africanas. Ja o termo YMYRAPYTÃ ‘árvore-brasil de todos nós’,surgiu da junção das palvras YBYRÁ(árvore) com a palavra PYTÃ, referindo-se a pitanga ou cor avermelhada de origem tupi.
O objetivo do curso é explicar da melhor maneira possivel as leis que nos envolve, tornando-nos multiplicadores e sabedores dos direitos que temos sobre elas. São cerca de 40 pessoas, sendo 15 indígenas, 15 quilombolas do estado da Paraiba mais 2 do estado de pernambuco e 8 universitários, estudantes de direitos. Será 2 etapas nas aldeias, 2 em comunidades quilombolas e 2 na capital do estado da Paraiba. Já tivemos a primeira etapa e podemos vivenciar que este projeto vai superar nossos objetivos.
O mesmo apareceu na melhor hora possível, pois iremos aproveitar o máximo. Para que assim possamos tornar cada vez mais organizados, principalmente com a união dos dois movimentos.

Poran Potiguara
tanipotiguara@gmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. SOMOS POUCOS CONHECEDORES DO QUE VAMOS ESTUDAR,MAIS SEI QUE VAI SER UTIL PARA PODER NOS ORGANIZAR,OBRIGADA OS ORGANIZADORES QUE VEIU SE PREOCULPA COM ALGO TÂO IMPORTANTE DE UMA CULTURA MILENAR,QUE SÃO NEGROS E INDIOS QUE A 400 ANOS VIVI NO BRASIL A MENDIGAR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here