Mobilização da Comunidade, lideranças Pankararu em Frente o Pólo Base para discurti ações e reivindicações referentes a Saúde Indígena do Povo Pankararu!

O decreto nº 7.336 de 19 de outubro de 2010 cria a secretária de Atenção Especial a saúde Indígena/ SESAI.

A Sesai retira as responsabilidades quanto á saúde e saneamento básico nas comunidades indígenas da FUNASA.

Precisamos cobrar do Ministério da Saúde um acompanhamento concreto das ações referente a transição entre FUNASA e a SESAI, devendo como incumbência ouvi e atender os nossos anseios , propostas e reivindicações referentes aos descasos nas ações de :

– Alastramento de doenças.

– A falta de assistência Médica

– A falta de assistência farmacêutica

– A retirada dos transportes nas comunidades para o atendimento de emergência

– A comunidade sem assistência devido as demissões de agentes de saúde sem justa causa.

– A permanência do Pólo Base na Terra Indígena Pankararu

– Reuniões abertas para a comunidade discuti ações em relação a Saúde Pankararu

– Os integrantes  do Conselho de Saúde Pankararu não deverá ter vínculo com o Órgão Gestor.

– A SESAI não deve transferir suas responsabilidades para terceiros, ou seja municipalizar a saúde indígena.

– Prestação de conta

– A presença do responsável pela empresa que ganhou a licitação para negociação de transportes.

– Eleger uma comissão para viabilizar as reivindicações. Queremos e precisamos dos nossos direitos respeitados e que o atendimento a saúde indígena seja garantido.

– Atendimento aos indígenas residentes na área ou fora da área , a parti do momento que procurarem a atenção do pólo  base Pankararu deverá ser feito sem discriminação.

Patrícia  Pankararu

Professora Indígena Pankararu

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. È isso ai parente vamos buscar nossos direitos! Precisamos de saude de qualidade em nossas comunidades indigena! Só faltou se caracterizar com nossos vesties, cade a preparação de luta? pelas fotos não aparecem, ai fica estranho querendo ou não quando estamos preparados para a luta somos mais valorizados, infelizmente é assim! Mais espero que vcs consigam seus objetivo !

  2. Boa matéria Patricia!!!!!!!!!
    A mobilização do Povo Pankararu serve de exemplo para as demais aldeias do país que também sofre com essa falta de compromisso com a saúde.

  3. Isso foi muito bom..o que aconteceu,ja deveria ter feito isso muito tempo..discutir questoes relacionado a saude indigena,ou seja uma assistencia de qualidade.
    É necessario, que seja abordado as quetões dos nepotismo, isso são fatores fortes dentro desses polos….

    A FALTA DE ASSISTENCIA, A NEGLIGENCIA, DE ALGUNS PROFICIONAIS…PRINCIPALMENTE,OS QUE ACHAM DONO DA CITUAÇÃO UMA VEZ..QUE QUEM DECIDE É O POVO….
    E O POVO DESSA FEZ, ESTAR TOMANDO A DECISÃO CERTA,E GRITAR, AOS QUATRO QUANTOS,E TOMAR A DECISÃO CERTA..DOA A QUEM DOER…

    MUITO BEM PARENTES PANKARARU…..

  4. PARABENS

    SAUDE,EDUCACAO E BEM ESTAR SOCIAL E OBRIGACAO DO ESTADO UM DIREITO PARA TODOS

    DESEJO QUE TENHAMOS NO BRASIL MUITOS MEDICOS INDIGENAS
    BOA SORTE PARA OS INDIOS MUITA PAZ E LUZ

  5. Parabéns pela matéria, pois nós Pankararu que vivemos em outras cidades já sentimos na pele, a burocratização no atendimento à saúde de parentes que não vive dentro da reserva Pankararu, mais no entanto não deixam de ser índio por está fora da aldeia. Para os ignorantes a SAÚDE é UNIVERSAL e de direito para todos que necessitarem da mesma. A Saúde não é bens matérias e sim direito a vida, portanto deixem de ser negligentes de direitos universais, parem de egoísmo e não deixem seu proprio povo morrer as minguás…

  6. muito boa matéria… parabéns pela luta, com a fé em Tupã vocês vão conseguir o que merece uma saúde de boa qualidade.

  7. Parabéns pelo site e pelo movimento!!
    É assim que se constrói uma nação digna e respeitada.
    Parabéns
    Cristina Belfort

  8. Esse filme eu já conheço, infelismente, temos que passar por cada situação que as vêzes tenho mêdo até de virar um Santo, primeiro vem o atendimento médico hospitalar municipal, segundo vem o SUS, Sistema Único de Saúde e terceiro o DISEI, Distrito Sanitário Especial Indigena e tudo que sei é que não sei de nada…Será que nossos direito não são direito? Por que estão tortos? Por que nossos representantes em geral à Nível Nacional acham que são donos dos patrimonios públicos? Será se nós, só temos dois direitos, um é não ter direito e o outro é de ficar calado? Amados irmãos indígenas, O pior é que sou eu, que tenho de comunicar as comunidades, as notas que não são notas fiscais e sim notas de falecimentos.Quem será o próximo: Não sei, só sei que homenagem se faz enquanto o artista está vivo. Deixo um abraço de fortalecimento para todos Movimentos Sociais SDS: Miguel Pankararu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here